PUBLICIDADE
Topo

Temporada

Festejo

Uma celebração às tradições, raízes e brasilidades, com curadoria da cantora e atriz Lucy Alves

O São João de Thaynara OG: "A festa representa a ligação com minhas raízes"

Sonho de infância realizado: ser a índia guerreira na festa do bumba-meu-boi, tradição junina no Maranhão - Divulgação
Sonho de infância realizado: ser a índia guerreira na festa do bumba-meu-boi, tradição junina no Maranhão Imagem: Divulgação

Gabriela Zocchi

Colaboração para Nossa

11/06/2020 04h00

Thaynara OG

Thaynara OG

Thaynara OG

A influenciadora digital e apresentadora tem uma longa história de amor com as festas juninas. Amante das tradições folclóricas de seu estado, a maranhense organiza todos os anos o famoso São João da Thay.

"O São João do Maranhão é único". Essa é a primeira coisa que Thaynara OG diz na conversa com Nossa. Desde 2017, a influenciadora digital e apresentadora do GNT vem espalhando essa afirmação Brasil afora. É que foi neste ano que aconteceu o primeiro São João da Thay. Amante do folclore de seu estado, Thaynara sempre quis que o resto do país conhecesse um pouco mais da cultura maranhense.

Quando começou a fazer sucesso nas redes sociais, teve a ideia de realizar um evento beneficente para enaltecer o São João local e ainda arrecadar dinheiro para as causas em que acredita. O que de início seria apenas um pequeno jantar para convidados acabou virando uma celebração aberta ao público que reúne, todos os anos, celebridades da música, da televisão e da internet com shows e danças tradicionais do Maranhão.

O São João representa a ligação com a minha terra, minhas raízes, por isso tem um significado muito especial para mim"

A conexão de Thay com a festa é tanta que são muitas lembranças relacionadas a ela, incluindo seu primeiro beijo, que aconteceu aos 16 anos, num arraial em São Luís.

Neste ano, com a pandemia do coronavírus, a celebração será transferida para a internet. Embora ainda não tenha divulgado uma programação oficial, Thaynara revela que está correndo contra o tempo para transformar o São João da Thay em uma série de lives que devem, desta vez, celebrar a beleza do São João do Nordeste como um todo.

"Meu sonho era dançar como índia guerreira"

Thaynara OG - infância - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Desde criança, Thaynara já estava conectada ao São João
Imagem: Arquivo Pessoal
"Na escola, meu sonho era dançar bumba-meu-boi como índia guerreira, mas as professoras sempre me colocavam de vaqueiro", conta Thaynara. É como esse personagem típico da dança que ela aparece na foto compartilhada com Nossa.

"Só consegui me vestir de índia guerreira quando adulta, no primeiro São João da Thay. Foi um momento muito especial", diz.

Thaynara OG - India guerreira - Divulgação - Divulgação
Thaynara OG vestida de índia guerreira no primeiro São João da Thay, realizado em 2017
Imagem: Divulgação

"As músicas mais marcantes são as folclóricas"

"Quando falamos em São João, as pessoas costumam pensar no forró, mas para mim as músicas mais marcantes dessa época são as folclóricas", afirma a influenciadora. "Gosto muito das músicas da Dona Teté, ícone do cacuriá, uma dança feita em roda ou aos pares, na qual as mulheres vestem saias rodadas decoradas com flores coloridas".

Uma das primeiras lembranças que eu tenho é de quando dancei cacuriá na escola"

Thaynara OG - infância - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
A influenciadora com figurino em apresentação temática
Imagem: Arquivo Pessoal

Ela também se declara fã dos diferentes sotaques de grupos de bumba-meu-boi. Sotaque é como são chamados os distintos estilos dos grupos, já que cada um tem características próprias, manifestadas por meio das roupas, dos instrumentos e das coreografias.

"Quando penso em São João, vem o desejo de comer arroz de cuxá"

Arroz de cuxá - Reprodução - Reprodução
Arroz de cuxá
Imagem: Reprodução

Nesse prato típico maranhense, o arroz é misturado a um molho feito com camarão seco, gergelim e vinagreira, erva também conhecida como azedinha ou caruru-azedo. Nas festas, costuma acompanhar peixe frito e tortas de camarão e caranguejo.

Além disso, a influencer também não dispensa o mingau de milho de sua mãe. "Ela fazia para eu levar para o arraial da escola. Era sempre um dos primeiros pratos a acabar de tão bom", relembra.

"Não dá para falar de São João sem falar das indumentárias"

Thaynara se refere às roupas típicas usadas nas danças de bumba-meu-boi, que representam personagens que fazem parte da lenda sobre a ressurreição de um boi que foi morto para satisfazer os desejos de uma mulher grávida.

Os grupos de bumba-meu-boi têm costureiras que passam o ano todo fazendo as indumentárias. É um trabalho muito intenso e delicado, que conta com bordados muito difíceis de fazer"

"Eu acho todos incríveis e tenho muito respeito por essa arte", diz. "Tenho até alguns penachos, como chamamos os cocares típicos, pendurados em casa como decoração, porque são lindos!"