PUBLICIDADE
Topo

Dez filmes sobre viagens para assistir durante a quarentena

Filmes para cair na estrada - ainda que do sofá - Unsplash
Filmes para cair na estrada - ainda que do sofá
Imagem: Unsplash

Marcel Vincenti

Colaboração para Nossa

06/04/2020 04h00

Filmes são uma das boas distrações nesta época de isolamento social causado pela pandemia de coronavírus. E, se você é daquelas pessoas que amam explorar o mundo, saiba que, em plataformas de streaming e operadoras de televisão, há diversos filmes com histórias centradas em viagens com paisagens de cair o queixo.

Disponíveis para o público, há desde obras focadas em aventuras ocorridas em lugares remotos do mundo até histórias de amor ambientadas na Áustria e na Indonésia.

Quer fazer um pouco de turismo desde o seu sofá durante a quarentena? A seguir, conheça 10 filmes que têm viagens como seus enredos.

"A Praia" (2000)

3. O filme "A Praia", com Leonardo Di Caprio foi gravado em uma paisagem paradisíaca de   águas esverdeadas, nas ilhas de Phi Phi, na Tailândia - Reprodução/Guiadasemana - Reprodução/Guiadasemana
Cena de "A Praia"
Imagem: Reprodução/Guiadasemana

Qual o destino: Tailândia

Por que é bacana: Exibe dois lados antagônico do país: primeiramente, o personagem de Leonardo DiCaprio desbrava o cenário urbano de Bangcoc, com sua vida noturna agitada, arranha-céus que se misturam com templos budistas e uma atmosfera que, apesar de caótica, costuma divertir (e muito) os turistas.

Depois, a história se desloca para a costa tailandesa, que exibe algumas das paisagens litorâneas mais lindas da Ásia. A praia paradisíaca onde os personagens do filme se refugiam se chama Maya Bay, que é parte da ilha Phi Phi Leh e que, por causa da degradação ambiental causada pelo turismo de massa, está atualmente fechada a visitantes.

Preste atenção: No ambiente frenético da Khao San Road, rua na qual fica a espelunca onde DiCaprio se hospeda no começo do filme, ao chegar a Bangcoc. A Khao San é um dos mais famosos recantos mochileiros do mundo, cheia de hotéis baratos, restaurantes econômicos, bares animadíssimos e até barracas vendendo insetos comestíveis. É um lugar ideal para quem possui espírito jovem e busca balada com outros estrangeiros em Bangcoc.

Onde assistir: Claro Video, Telecine Play, Google Play Filmes.

"Diários de Motocicleta" (2004)

Diários de Motocicleta - Reprodução - Reprodução
Cena de "Diários de Motocicleta"
Imagem: Reprodução

Qual o destino: América do Sul

Por que é bacana: Dirigido pelo brasileiro Walter Salles, o filme aborda a grande jornada realizada, nos anos 50, pelos jovens argentinos Ernesto Guevara e Alberto Granado. A história mostra os perrengues típicos de uma viagem feita com poucos recursos e muito espírito de aventura: a moto dos protagonistas quebra, os dois passam frio, dormem ao relento e têm que se virar para conseguir dinheiro e abrigo ao longo do percurso. "Diários de Motocicleta" também fala sobre o poder transformador que viajar tem sobre as pessoas (e, mais especificamente, sobre como esta jornada motivou Guevara a seguir um caminho que o transformaria no célebre e controverso Che).

Preste atenção: Em como as paisagens da América do Sul são contrastantes e incríveis, fazendo do subcontinente um dos lugares mais fascinantes para uma "road trip" no mundo. No filme, os personagens cruzam paisagens nevadas do Chile, trabalham na selva amazônica, atravessam o deserto do Atacama e exploram centros urbanos históricos como Valparaíso (também no Chile) e Cuzco (no Peru).

Onde assistir: Now.

"Na Natureza Selvagem" (2007)

Cena de "Na Natureza Selvagem"  - Divulgação - Divulgação
Cena de "Na Natureza Selvagem"
Imagem: Divulgação

Qual o destino: Estados Unidos

Por que é bacana: Refazendo os passos do jovem norte-americano Christopher McCandless (que, nos anos 1990, largou uma vida confortável para virar um desapegado e aventureiro andarilho), o filme mostra paisagens fantásticas dos Estados Unidos, com os cenários nevados do Alasca. Embalado por uma trilha sonora primorosa de Eddie Vedder, este é um filme que faz muita gente repensar sua vida e ter vontade de largar tudo para viajar.

Preste atenção: Em como o diretor Sean Penn consegue captar com maestria o deslumbramento de McClandless ao se deparar com as paisagens grandiosas dos Estados Unidos e com a fauna fascinante que existe em lugares como o Alasca. É um filme que expressa as intensas emoções geradas por uma viagem como poucos outros.

Onde assistir: Apple TV, Now.

"Comer, Rezar e Amar" (2010)

Javier Bardem e Julia Roberts em cena de "Comer, Rezar, Amar" - Divulgação - Divulgação
Javier Bardem e Julia Roberts em cena de "Comer, Rezar, Amar"
Imagem: Divulgação

Quais os destinos: Itália, Índia e Indonésia

Por que é bacana: A personagem interpretada por Julia Roberts deixa uma vida teoricamente estável para trás e embarca em uma jornada que vai mudar a maneira como ela vê o mundo. Em sua viagem, a protagonista explora o prazeres gastronômicos da Itália, tem experiências espirituais profundas na Índia e encontra um grande amor na Indonésia.

Preste atenção: Na cena em que a personagem de Roberts se delicia em uma pizzaria da cidade de Nápoles. Este lugar existe na vida real, se chama L'Antica Pizzeria da Michele e faz o que, para muitos, é a melhor pizza margherita do mundo. O filme ajudou o local a se transformar em uma concorridíssima atração turística da cidade. Espere encontrar filas na porta.

Onde assistir: Claro Video, Netflix, Google Play Filmes.

"Sem Destino" (1969)

Cena de "Sem Destino" - Divulgação - Divulgação
Cena de "Sem Destino"
Imagem: Divulgação

Qual o destino: Estados Unidos

Por que é bacana: Este é um dos mais famosos "road movies" de todos os tempos, acompanhando a viagem de dois motoqueiros (interpretados por Peter Fonda e Dennis Hopper) pelo Sul e Sudoeste dos Estados Unidos. As paisagens estradeiras exibidas na obras são fantásticas, com destaque para a Rota 66, que, muito por causa do filme, adquiriu uma status lendário entre viajantes do mundo inteiro.

Preste atenção: Na trilha sonora do filme. É o compilado de músicas perfeito para ouvir na estrada com clássicos como "Born to the Wild" (do Steppenwolf) e "Wasn´t Born to Follow" (The Byrds).

Onde assistir: Netflix, Looke, Google Play Filmes.

"Sob o Sol da Toscana" (2003)

Cena de "Sob o sol da Toscana" - Reprodução - Reprodução
Cena de "Sob o sol da Toscana"
Imagem: Reprodução

Qual o destino: Toscana (Itália)

Por que é bacana: O filme capta todo o romantismo e atmosfera poética da região, mostrando a beleza de suas vinícolas, de suas colinas verdejantes e de suas construções pitorescas.

Preste atenção: O imóvel adquirido pela protagonista do filme fica na região de Cortona, uma das mais lindas cidades históricas da Toscana, com cartões-postais como a Piazza della Reppublica. Um lugar que merece ser visitado após a pandemia.

Onde assistir: Telecine Play, Google Play Filmes

"Antes do Amanhecer" (1995)

Cena de 'Antes do Amanhecer' - Divulgação - Divulgação
Cena de "Antes do Amanhecer"
Imagem: Divulgação

Qual o destino: Viena (Áustria)

Por que é bacana: Um turista americano e uma estudante francesa se conhecem em um trem que está cruzando a Europa e decidem descer, juntos, em Viena, para explorar a cidade.

Preste atenção: Nas duas sequências do filme: "Antes do Pôr do Sol" (de 2004) e "Antes da Meia-Noite" (de 2013), que exibem, respectivamente, os protagonistas em Paris e no litoral da Grécia. É uma trilogia que merece uma maratona.

Onde assistir: Looke ("Antes do Amanhecer" e "Antes do Pôr do Sol"), Google Play Filmes ("Antes do Amanhecer", "Antes do Pôr do Sol", "Antes da Meia-Noite").

"Encontros e Desencontros" (2003)

"Encontros e Desencontros"  - Reprodução/Focus Features - Reprodução/Focus Features
"Encontros e Desencontros"
Imagem: Reprodução/Focus Features

Qual o destino: Tóquio (Japão)

Por que é bacana: Além da profunda relação entre os personagens interpretados por Murray e Johansson, que se esbarram em um luxuoso hotel e constroem uma bonita amizade, o filme aborda questões que muitas pessoas enfrentam em suas viagens, como choques culturais, solidão e a aventura que é, às vezes, conhecer pessoas novas em lugares desconhecidos.

Preste atenção: Nas cenas que mostram os protagonistas explorando Tóquio à noite, com suas multidões, luzes intensas e ambiente frenético envolvendo os personagens em uma atmosfera intensa que só existe na capital japonesa.

Onde assistir: Looke, Google Play Filmes, Now.

"Meia-noite em Paris" (2011)

"Meia-Noite em Paris"  - Reprodução - Reprodução
"Meia-Noite em Paris"
Imagem: Reprodução

Qual o destino: Paris (França)

Por que é bacana: O filme é uma carta de amor do diretor Woody Allen a Paris e à riquíssima cena cultural que a cidade abrigou nos anos 1920, década em que viveram na capital francesa gente como Ernest Hemingway, Gertrude Stein, Cole Porter e Ezra Pound. Além de levar o espectador em viagens no tempo entre o século 21 e a década de 1920 (quando ocorrem encontros do personagem Gil Pender com muitos gênios artísticos daquela época), a obra capta todo o clima poético que existe em Paris, em regiões como Montmartre e o rio Sena.

Preste atenção: Em Ernest Hemingway, interpretado por Corey Stoll. O escritor americano, que viveu em Paris, tem um livro que retrata muito bem o ambiente artístico dos anos 1920 na capital francesa, chamado "Paris é uma Festa".

Onde assistir: Claro Video, Prime Video, Google Play Filmes.

"Sideways - Entre Umas e Outras" (2004)

Cena de "Sideways - Entre Umas e Outras"  - Reprodução - Reprodução
Cena de "Sideways - Entre Umas e Outras"
Imagem: Reprodução

Qual o destino: Santa Ynez Valley (EUA)

Por que é bacana: Trata-se de um "road movie" que acompanha a viagem de uma dupla de amigos por uma região de vinícolas da Califórnia. O filme mostrou ao mundo a beleza da região, apesar de ser crítico aos efeitos negativos que o turismo de massa pode causar neste tipo de destino turístico.

Preste atenção: Em como o filme teve um impacto enorme da indústria do turismo e do vinho. Após seu lançamento, foram criados populares tours guiados que visitam as locações de "Entre Umas e Outras" em Santa Inez Valley, região californiana que serviu de cenário para a história. Além disso, há notícias de que as vendas de vinhos merlot nos Estados Unidos caíram depois do filme: o protagonista da obra, interpretado por Paul Giamatti, odeia merlot.

Onde assistir: Telecine Play, Google Play Filmes.

Veja quais serviços de streaming e canais de TV por assinatura estão com sinais abertos