PUBLICIDADE
Topo

Essa roupa tem história: "Rasguei meu jeans e continuou combinando comigo"

Luanda Vieira usando a mom jeans com uma camisa oversized verde - Arquivo Pessoal
Luanda Vieira usando a mom jeans com uma camisa oversized verde Imagem: Arquivo Pessoal

Maria Carolina Gimenez

Colaboração para Nossa

16/03/2020 04h00

Luanda Vieira

Luanda Vieira

Profissão

Editora de moda

Minha roupa com história

Uma mom jeans da minha mãe com um rasgo no joelho que não largo por nada

Tenho uma mom jeans da minha mãe que não largo por nada. Eu ficava olhando no street style ou seriados, quando no Brasil a peça ainda nem tinha voltado, há uns dez anos ou mais, e queria uma de qualquer jeito.

Nada nas lojas caia no corpo como eu gostaria, até que a minha mãe resolveu me dar umas três opções do armário dela diretamente dos anos 80. A única que deu certo foi esse meu jeans de estimação, que tem aquela lavagem clara clássica, é bem grosso (garantia de qualidade da época) e com a cintura alta. Usei muito. Até achar que a peça precisava passar por uma transformação: fiz um rasgo no joelho.

Ficou ótimo e continuou combinando comigo. Mas, a cada usada (até hoje), o rasgo vai abrindo um pouquinho mais e virou um buraco da coxa até o tornozelo. Além de rasgar, vejo várias possibilidades para customizar esta minha peça que logo mais deve passar por alguma mudança de novo.

Colar patches, por exemplo, é uma opção básica e divertida. Mas também bordaria alguma frase, palavra ou símbolo que tenha a ver comigo. Costuraria algumas pedrinhas também ou deixaria o meu jeans seguir o seu caminho natural que é ser um shorts.

Como usar

Look para todo dia

Poucas peças são tão adaptáveis como uma boa calça jeans e uma camiseta branca. Luanda finaliza o visual com um tênis branco e a bolsa azul, cores já presentes nas outras peças.

Detalhes que importam

A opção para quem quer dar um toque a mais pode ser a escolha de estampas mais chamativas na parte de cima e a velha (e companheira) jaqueta amarrada na cintura.