PUBLICIDADE
Topo

Espanha prorroga imposição de quarentena para viajantes vindos do Brasil

Espanha prorroga imposição de quarentena para viajantes vindos do Brasil - Aladino Borges
Espanha prorroga imposição de quarentena para viajantes vindos do Brasil Imagem: Aladino Borges

03/03/2021 18h33

O governo da Espanha prorrogou nesta quarta-feira a obrigação de quarentena para passageiros provenientes do Brasil e também da África do Sul, além de ter imposto o procedimento aos de outros dez países, entre eles, Peru e Colômbia, como forma de evitar a propagação de variantes do novo coronavírus.

Segundo uma ordem administrativa emitida pelo Ministério da Saúde, que foi publicada hoje no Diário Oficial do país europeu, a norma entra em vigor na próxima segunda-feira e terá validade de 14 dias.

Além de Peru e Colômbia, também terão que passar por quarentena as pessoas que chegarem de Botsuana, Comores, Gana, Moçambique, Quênia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue.

A medida será obrigatória para todos os viajantes que cheguem desses países, em voos com ou sem escalas, em qualquer aeroporto espanhol, durante os dez dias posteriores ao desembarque. O número de dias cairá para sete, se o passageiro fizer teste PCR que der negativo para o novo coronavírus.

Durante o período de quarentena, as pessoas que adentrarem no território espanhol por via aérea, deverão permanecer em casa ou alojado em um local adequado, limitando os contatos com outras pessoas.

Também ficarão restritos os deslocamentos apenas ao essencial, ou seja, para compra de alimentos, medicamentos ou outros itens de primeira necessidade, ida à unidades de saúde ou outros motivos de força maior.

MEDO DE VARIANTES.

O Ministério da Saúde da Espanha adotou a obrigação de quarentenas por causa de variantes, como a brasileira, proveniente de Manaus, que vêm aumentando a transmissão do novo coronavírus.

O país vem apresentando queda nos índices relacionados à pandemia da Covid-19. Atualmente, a taxa de casos para cada 100 mil habitantes é de 168,4. Ao todo, foram cerca de 3,1 milhões de positivos registrados no território espanhol.