PUBLICIDADE
Topo

Portugal controlará fluxo turístico para que normas de saúde sejam cumpridas

Bondes de Lisboa, em Portugal - Artur Cabral
Bondes de Lisboa, em Portugal Imagem: Artur Cabral

11/05/2020 09h21

A diretora-geral de Saúde de Portugal, Graça Freitas, informou neste domingo que o país buscará um equilíbrio entre o fluxo de turistas, nacionais e estrangeiros, e o cumprimento das normas sanitárias de prevenção contra o coronavírus.

"O turismo deve ser controlado para que as regras possam ser cumpridas", declarou a diretora-geral em entrevista coletiva.

Os setores turístico e hoteleiro têm solicitado que milhares de emigrantes que vivem em países como Suíça, Alemanha, França e Luxemburgo e passam as férias de verão (junho a setembro no hemisfério norte) em Portugal possam retornar ao país de origem a partir do mês que vem.

Além disso, o setor também solicitou ao governo que busque acordos com a Espanha para que os turistas desse país possam cruzar a fronteira, que, por enquanto, permanece fechada.

A partir do próximo dia 18, entrarão em vigor novas medidas de reabertura em Portugal, para que as cafeterias e restaurantes possam receber 50% da sua capacidade permitida, com uma distância entre mesas de ao menos dois metros, e preferencialmente em áreas externas.

Por sua vez, a ministra da Saúde, Marta Temido, confirmou que a previsão é que o Campeonato Português de futebol seja reiniciado em 30 e 31 de maio. A maior parte das equipes voltou a treinar nesta semana. Entretanto, ela ressaltou que o retorno aos gramados dependerá das regras que estão sendo finalizadas pela Direção Geral de Saúde.

Neste domingo, Portugal chegou a 1.135 mortes por Covid-19, com nove nas últimas 24 horas. Também foram registrados mais 175 casos, elevando o total desde o começo da pandemia no país a 27.581.