PUBLICIDADE
Topo

Navio naufragado da 2ª Guerra é encontrado em profundidade recorde

Os três tubos do lançador de torpedos do "USS Samuel B Roberts", encontrados na costa das Filipinas, em foto divulgada em 25 de junho de 2022  - Caladan Oceanic and EYOS expeditions/AFP
Os três tubos do lançador de torpedos do "USS Samuel B Roberts", encontrados na costa das Filipinas, em foto divulgada em 25 de junho de 2022 Imagem: Caladan Oceanic and EYOS expeditions/AFP

25/06/2022 12h00

Um destróier da Marinha dos Estados Unidos que naufragou durante a Segunda Guerra Mundial foi encontrado na costa das Filipinas em uma profundidade recorde de quase 7.000 metros, anunciou uma equipe de exploração dos EUA.

Um submersível tripulado filmou, fotografou e inspecionou o casco danificado do "USS Samuel B Roberts" em vários mergulhos ao longo de oito dias, disse a empresa texana Caladan Oceanic, especializada em tecnologia submarina.

O "Sammy B" naufragou durante uma batalha na ilha de Samar em 25 de outubro de 1944, quando as forças dos EUA tentavam libertar as Filipinas, então uma colônia americana ocupada pelo Japão. Imagens fornecidas pela empresa mostram os três tubos de um lançador de torpedos e o suporte da arma do navio.

"A 6.895 metros [de profundidade], este é o naufrágio mais profundo já localizado e estudado", tuitou o fundador da Caladan Oceanic, Victor Vescovo, que pilotou o submersível.

"Este pequeno navio enfrentou os melhores elementos da Marinha japonesa, lutando contra eles até o fim", acrescentou.

De acordo com os arquivos da Marinha dos EUA, a tripulação do "Sammy B" "ficaram à deriva por quase três dias aguardando resgate, muitos morreram por ferimentos e ataques de tubarão". Dos 224 tripulantes, 89 morreram.

O naufrágio ocorreu durante a Batalha de Leyte, que durou vários dias, entre forças japonesas e americanas. O "Sammy B" foi um dos quatro navios americanos que afundaram em 25 de outubro de 1944.

A equipe do Vescovo encontrou em 2021 o "USS Johnston", que a quase 6.500 metros era até hoje o naufrágio mais profundo já encontrado. Para comparação, os restos do "Titanic" repousam a uma profundidade de cerca de 4.000 metros.