PUBLICIDADE
Topo

Duas pulseiras de Maria Antonieta são vendidas na Suíça por R$ 43,8 milhões

Os braceletes que pertenceram à Maria Antonieta, rainha da França - Reprodução/Christie"s
Os braceletes que pertenceram à Maria Antonieta, rainha da França Imagem: Reprodução/Christie's

da AFP, em Genebra

10/11/2021 15h46

Duas pulseiras que pertenceram à rainha da França do século 18, Maria Antonieta, foram vendidas por mais de US$ 8 milhões, cerca de R$ 43,8 milhões ontem (9) em um leilão da Christie's em Genebra.

As joias, com 112 diamantes, foram vendidas após cinco minutos de leilão por 7,5 milhões de francos suíços (7 milhões de euros ou US$ 8,1 milhões), um preço que quase duplica a estimativa inicial.

Antes de tentar fugir da França com o marido, Luís XVI, e os filhos, em plena Revolução Francesa, a rainha mandou suas joias para Bruxelas, de onde foram enviadas para seus parentes na Áustria, seu país de origem. Maria Antonieta foi guilhotinada em 1793.

Maria Antonieta, rainha da França - UIG via Getty Images - UIG via Getty Images
Maria Antonieta, rainha da França
Imagem: UIG via Getty Images

"São joias únicas, de origem única. As pessoas querem se identificar com quem as possuía na época e estão dispostas a pagar por essa origem e essa história muito mais do que o que o objeto vale em si mesmo", disse Olivier Wagner, um especialista da casa de leilões Sotheby's, à AFP.

Hoje (10), um broche e um par de brincos que pertenceram a membros da dinastia Romanov, a família do último czar da Rússia, serão leiloados em Genebra pela Sotheby's.

Este conjunto, composto de safiras e diamantes, pertenceu à tia do czar Nicolau II, a grã-duquesa Maria Pavlovna (1854-1920), que o retirou da Rússia após a Revolução de 1917 que encerrou o regime imperial.

O conjunto de safiras e diamantes da grã-duquesa Maria Pavlovna (1854-1920), que o retirou da Rússia após a Revolução de 1917 - Reprodução/Sotheby's - Reprodução/Sotheby's
O conjunto de safiras e diamantes da grã-duquesa Maria Pavlovna
Imagem: Reprodução/Sotheby's

Em 2009, o jogo foi arrematado em leilão por uma família da nobreza europeia, que pagou então US$ 500 mil dólares (432 mil euros, ou R$ 2,74 milhões).

Desta vez, sua estimativa é considerada modesta, pois varia apenas entre US$ 300 mil e US$ 500 mil, um valor entre R$ 1,64 milhões e R$ 2,74 milhões.