PUBLICIDADE
Topo

Gucci desvenda o que é o aguardado projeto 'Vault' durante desfile em Milão

O projeto Vault, o novo e-commerce da Gucci com curadoria de Alessandro Michele, abriu suas portas virtuais para o público na Semana de Moda de Milão - Reprodução/Instagram
O projeto Vault, o novo e-commerce da Gucci com curadoria de Alessandro Michele, abriu suas portas virtuais para o público na Semana de Moda de Milão Imagem: Reprodução/Instagram

da AFP, em Milão

27/09/2021 11h45

Ausente das passarelas milanesas desde 2020, a Gucci participou neste sábado (25) da Semana da Moda para desvendar um enigmático projeto chamado "Vault".

Após semanas de suspense nas redes sociais e de murais misteriosos em diferentes capitais, a casa florentina revelou o segredo: "Vault" será uma loja on-line com peças 'vintage' da Gucci, objetos raros e coleções de jovens estilistas independentes, selecionados pelo diretor artístico da marca, Alessandro Michele.

"Estou realmente emocionado", disse Michele em coletiva de imprensa. "Este projeto é fruto da minha paixão pelos objetos em geral, pelos do passado ainda mais, pelo 'vintage' que sempre colecionei. Gosto muito de buscar coisas belas, o faço na minha vida privada e é claro que isto alimenta meu trabalho na Gucci há sete anos", explicou.

Bolsas procedentes dos arquivos da marca, louças, lenços e criações inéditas de jovens estilistas foram apresentados no antigo posto de alfândegas do parque Sempione de Milão, transformado para a ocasião em uma caverna das maravilhas.

"É bonito estar em relação com as jovens marcas. Elas são a seiva deste presente, do futuro e tinha vontade de criar um lugar aberto para elas, que as revelasse", acrescentou.

A loja será on-line e terá uma página específica na internet. Nela também serão vendidas peças raras da marca florentina.

"Sempre adorei as peças raras da Gucci, inclusive antes de trabalhar aqui. Poderia passar horas procurando, ia às salas de venda. Temos peças maravilhosas que estarão na Vault", comentou.

Mais cedo, também neste sábado, Salvatore Ferragamo apresentou uma coleção elegante e refinada. A casa florentina ainda está sem diretor artístico, após a saída do inglês Paul Andrew na primavera passada.

No caso da Dolce & Gabbana, a relação com o passado da marca também estava no centro da coleção.

"Lembrar sempre, repetir nunca" foi o manifesto de um desfile no qual foram apresentados 102 modelos, livremente inspirado nos anos 2000, com silhuetas muito femininas com sapatos de salto agulha, minissaias e lingerie bem visível.