PUBLICIDADE
Topo

Disneyland Paris vai reabrir as portas ao público em 17 de junho

Disneyland Paris - Getty Images
Disneyland Paris Imagem: Getty Images

17/05/2021 09h16

Fechado desde 30 de outubro passado pelas restrições de combate à covid-19, o parque Disneyland Paris reabrirá suas portas em 17 de junho próximo - anunciaram seus responsáveis nesta segunda-feira (17).

"Ficamos satisfeitos em anunciar que o Disneyland Paris reabrirá em 17 de junho de 2021, junto com os parques Disneyland e Walt Disney Studios, o hotel Newport Bay Club da Disney e a Disney Village. Nossa reabertura estará acompanhada das correspondentes medidas de segurança e de saúde", informa o estabelecimento em um comunicado.

Os ingressos já estão à venda no site do parque, assim como em agências de viagens. Não serão vendidos na bilheteria do parque, acrescenta a nota à imprensa.

O parque não detalhou as condições de lotação que serão aplicadas, mas indicou que todos os visitantes desde pelo menos 6 anos de idade deverão usar máscara.

Localizado a cerca de 30 quilômetros da capital francesa, Disneyland Paris é o primeiro destino turístico privado na Europa e emprega 17.000 pessoas.

Crianças mascaradas

"Nossa reabertura será acompanhada de medidas apropriadas de higiene e segurança", afirma o site da Disney de Paris. A obrigatoriedade do uso de máscara a partir dos 6 anos difere da regra geral na França. O governo impõe o uso desta proteção em todos os locais públicos fechados a crianças acima dos 11 anos. Nas escolas francesas, as máscaras também são usadas a partir dos 6 anos.

A Disney também sugere que os frequentadores se submetam a um autoteste de Covid-19 antes da visita. Outras medidas serão colocadas em prática "nas filas de espera, lojas, hotéis, restaurantes e outras instalações", afirma o comunicado. Além disso, "alguns espetáculos, experiências e eventos não ocorrerão e poderão ser modificados em função da evolução das diretivas das autoridades governamentais e sanitárias", reitera o documento.

As salas de espetáculo, cobertas ou ao ar livre "estarão configuradas para garantir o distanciamento físico", salienta a direção. Os brinquedos também serão higienizados com maior frequência, "com uma atenção particular àqueles que são manuseados".

No entanto, os tradicionais encontros com os mascotes da Disney "permanecerão temporariamente indisponíveis". As interações com os personagens, bem como os carinhos e abraços, "continuarão suspensos".

Em todo o mundo, o grupo americano anunciou que as medidas sanitárias em seus parques custarão US$ 1 bilhão em 2021. O parque de Paris não comunica a quantidade de frequentadores que acolhe desde 2015, quando contabilizou 14,8 milhões de visitantes.

(Com informações da RFI)