PUBLICIDADE
Topo

Portugal autoriza chegada de turistas britânicos

Decisão surge depois de o Reino Unido ter incluído Portugal na sua "lista verde" - Getty Images
Decisão surge depois de o Reino Unido ter incluído Portugal na sua "lista verde"
Imagem: Getty Images

14/05/2021 12h14

Os turistas britânicos poderão viajar para Portugal a partir de segunda-feira (17), depois que o governo decidiu nesta sexta (14) eliminar a proibição de viagens "não essenciais" imposta em janeiro deste ano.

Tomada pelo Ministério das Relações Exteriores e comunicada pela agência de promoção do turismo, a decisão surge depois de o Reino Unido ter incluído Portugal na sua "lista verde". Nela, estão países e territórios para os quais seus cidadãos podem viajar sem terem de cumprir quarentena na volta.

O levantamento das restrições também permitirá que os torcedores ingleses viajem para o Porto (norte), em 29 de maio, para assistir à final da Liga dos Campeões. A partida será disputada pelo Chelsea e pelo Manchester City.

Na quinta-feira, a Uefa decidiu mudar o local do jogo, inicialmente marcado para Istambul, devido às fortes restrições às viagens entre o Reino Unido e a Turquia.

Espera-se a chegada de cerca de 12 mil torcedores à cidade portuguesa.

Ainda assim, todos os viajantes procedentes do Reino Unido terão de apresentar um teste PCR negativo para covid-19 feito em menos de 72 horas.

Diante do grande aumento dos casos registrados pelo Reino Unido em janeiro, favorecido pelo surgimento de novas variantes, Portugal decidiu suspender os voos com aquele país.

Esta suspensão foi levantada em 16 de abril, embora apenas para viagens consideradas "essenciais".

Depois de seis meses de estado de emergência sanitária e de ter ocupado, durante várias semanas no último inverno (verão no Brasil), os primeiros lugares em número de casos de covid-19, proporcionalmente à sua população, Portugal iniciou em 1º de maio a última fase de seu desconfinamento gradual. Até o momento, não houve nenhuma alta em número de casos da pandemia neste país de 10 milhões de habitantes.