PUBLICIDADE
Topo

Dos olivais à degustação, tours revelam a nova safra de azeites no Brasil

As fazendas abrem as portas para conhecer a produção nacional de azeites - iStockphoto
As fazendas abrem as portas para conhecer a produção nacional de azeites Imagem: iStockphoto

Ricardo Castanho

Colaboração para o UOL

15/02/2020 04h00

Ver azeitonas prontas para serem colhidas, assistir à transformação delas em azeite e provar um óleo de oliva extravirgem no auge do seu frescor. Cerca de uma década atrás, a única chance de vivenciar esses momentos era viajando para fora do Brasil.

Hoje, isso mudou. O programa pode ser feito sem a necessidade de atravessar fronteiras e, para moradores de cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, num bate-e-volta de carro no fim de semana.

A crescente produção nacional de azeites - os 230 mil litros da safra de 2019 significaram um aumento de 53% em relação ao ano anterior - também incentivou o turismo ligado ao óleo. E fevereiro e março, meses tradicionais de colheita e processamento de azeitonas no país, constituem a melhor época do ano para conhecer de perto essa jovem frente de azeites made in Brazil.

Vista dos olivais na Fazenda Irarema, em Minas Gerais - Daniel Reche/Divulgação
Vista dos olivais na Fazenda Irarema, em Minas Gerais
Imagem: Daniel Reche/Divulgação

Em áreas da Serra da Mantiqueira e dos seus contrafortes, um dos grandes polos do azeite nacional, alguns produtores notaram o aumento do interesse do público pelo setor e abriram suas propriedades à visitação.

Passeio pelo olival e pelo espaço de produção, bem como a degustação de azeites, são atividades regulares e constantes em quase todas as fazendas, mas o acompanhamento da elaboração do óleo de oliva não é algo garantido nos programas. Ele depende da agenda de colheita de cada produtor, do grau de maturação das azeitonas e de condições climáticas favoráveis. O melhor a fazer é ligar antes de ir para se informar sobre essa questão.

No tour na Oliq, os visitantes conhecem de perto uma oliveira -  Leonardo Finotti/Divulgação
No tour na Oliq, os visitantes conhecem de perto uma oliveira
Imagem: Leonardo Finotti/Divulgação

A Fazenda Irarema, em Poços de Caldas (MG), figura na lista das mais estruturadas para esse fim e já recebeu 600 turistas em um único dia. Além do passeio aos olivais dentro de um caminhão adaptado, do tour pela área de produção e da degustação de azeites, o público pode curtir o agradável espaço da cafeteria, desfrutar de um brunch aos domingos e aproveitar as opções de compras na fazenda, que incluem os azeites da marca, produtos regionais, carnes especiais e uma ampla oferta de cosméticos à base do óleo de oliva.

Na Olibi, em Aiuruoca (MG), os diferenciais extras do passeio são a caminhada por área de Mata Atlântica, a visita ao viveiro de aves resgatadas do tráfico e de maus-tratos e uma descida em tirolesa próxima ao quiosque de degustação dos azeites da fazenda.

Além dos azeites: o passeio na Olibi inclui vista aos viveiros de pássaros - Divulgação
Além dos azeites: o passeio na Olibi inclui vista aos viveiros de pássaros
Imagem: Divulgação

Em São Bento do Sapucaí (SP), cidade próxima a Campos do Jordão, está a Oliq. Na propriedade, chama a atenção a proximidade da sede com as oliveiras. Em poucos passos é possível fazer um circuito que inclui a árvore da qual se obtém as azeitonas, a área de extração do azeite e o espaço de degustação. Na última atividade do tour, também vão à mesa os óleos aromatizados da Oliq e um inusitado azeite de abacate.

A seguir, confira informações e detalhes da visitação em cada um dos três produtores:

FAZENDA IRAREMA

Loja e cafeteria no centro de visitantes da Fazenda Irarema - Daniel Reche/Divulgação
Loja e cafeteria no centro de visitantes da Fazenda Irarema
Imagem: Daniel Reche/Divulgação

Onde: na divisa entre São Sebastião da Grama (SP) e Poços de Caldas (MG)
Visita: sábados, domingos e feriados, das 9 às 16 horas (ingresso gratuito). No local, há cafeteria, uma loja de azeites e de outros produtos da região, uma casa de carnes especiais e uma loja de cosméticos à base de azeite. Aos domingos, serve brunch (R$ 85,00 o quilo) entre 10 e 15 horas. Antes do Carnaval, a fazenda pretende inaugurar uma brinquedoteca.
Tour guiado: 1h30 de duração (saídas às 10h30 e às 14h30; mínimo de 5 pessoas; pode ser cancelado com chuva). Inclui visita à fábrica, passeio ao olival e degustação sensorial. Custa R$ 50 por pessoa (crianças até 12 anos não pagam).
Previsão de colheita de azeitonas e produção de azeite em 2020: colheita até meados de março. Ligue antes para se informar sobre datas e horários de elaboração de azeite no local.
Vai lá: (35) 3714-4267, www.fazendairarema.com.br

OLIQ

Mesa preparada para a degustação de azeites na Oliq -  Leonardo Finotti/Divulgação
Mesa preparada para a degustação de azeites na Oliq
Imagem: Leonardo Finotti/Divulgação

Onde: São Bento do Sapucaí (SP)
Visita: quinta a segunda e feriados, das 10h às 17h - aos domingos, só até 14h (ingresso gratuito). Há um espaço de venda de petiscos, bebidas e sorvetes caseiros (inclusive um sabor com azeite) e uma loja no local.
Tour guiado: 1h de duração (saídas às 10h30, 12h, 13h30 e 15h). Inclui o contato direto com as oliveiras, visita a área de elaboração do azeite e degustação dos produtos da marca (azeites, azeites aromatizados e azeite de abacate). Custa R$ 15,00 por pessoa (crianças até 12 anos não pagam).
Previsão de colheita de azeitonas e produção de azeite em 2020: até o início de março. As extrações de azeite que podem ser acompanhadas pelos visitantes ocorrem às quintas e aos sábados, no meio da tarde.
Vai lá: (35) 99988-9926 ou www.oliq.com.br

OLIBI

Vista aérea das oliveiras na produtora mineira Olibi - Divulgação
Vista aérea das oliveiras na produtora mineira Olibi
Imagem: Divulgação

Onde: Aiuruoca (MG)
Visita: sábados, às 10h (ingresso gratuito). Nos demais dias, recebe visitantes com reserva prévia (há um número mínimo de 15 pessoas para visitas aos domingos). Na fazenda, há loja com produtos da marca e uma tirolesa de 110 metros que atravessa um lago (R$ 20,00).
Tour guiado: 2h de duração (saída às 10h de sábado). Inclui passeio ao olival, caminhada por área de Mata Atlântica (600 metros), visita ao viveiro de aves (papagaios, araras, tucanos) e degustação de azeites num quiosque à beira de um lago (com exercícios de harmonização e um café ao final). A área de produção do azeite fica a 35 quilômetros da fazenda e não integra o tour, que custa R$ 35,00 por pessoa (crianças até 12 anos não pagam) e dá direito a um desconto de R$ 15,00 na compra de azeites da marca.
Previsão de colheita de azeitonas e produção de azeite em 2020: a colheita deve começar no dia 26 de fevereiro e se estender por cerca de 15 dias. O acompanhamento da extração do azeite não está disponível para os turistas.
Vai lá: (35) 99983-0957 ou www.olibi.com.br