PUBLICIDADE
Topo

Dicas para você fazer a clara em neve perfeita

Getty Images
Imagem: Getty Images

Do UOL

17/09/2017 04h00

Suflê, bolo fofinho, mousse, pudim de claras...Tudo maravilhoso, até chegar naquela parte da receita que dá medo em muita gente: "bata as claras em neve". Para quem pensa em desistir de fazer o prato só de imaginar o trabalho que dá para bater as claras (ou nunca conseguir o ponto desejado), calma. Há solução - e alguns truques testados e aprovados para nunca mais ter medo das claras.

Separe bem claras e gemas

As claras em neve podem desandar mesmo antes de batê-las - mais precisamente, na hora de separar as gemas das claras. Seja cuidadoso: mesmo um pingo de gema na mistura pode interferir no processo químico que cria as claras em neve. E, dependendo da quantidade de gemas na mistura, você não consegue um ponto de claras em neves firme.

Nada de sujeira (ou água) nas tigelas

Seque muito bem a tigela onde você for bater as claras. Além disso, qualquer traço de óleo ou detergente pode fazer com que a mistura demore mais para ficar pronta.

Turbinar com bicarbonato de sódio? Tudo bem!

Adicionar uma pitada de bicarbonato de sódio ou de sal às claras pode ajudar a formar a espuma desejada. Mas atenção: é uma pitada, ou seja, pouca coisa! Do contrário, você pode acabar alterando o sabor do prato.

Claras em neve entram por último na receita

Não é um item da receita que dá para deixar pronto e usar depois: se for bater as claras em neve, use-as tão logo possível, para que não murchem.

Para não perder o ponto

Cada receita pede um tipo de clara em neve. A mais simples é o ponto de espuma, em que as claras são batidas de leve e ainda dá para ver o líquido debaixo da espuma.

A instrução "bata até formar picos moles" ou "em ponto de neve", por exemplo, é bastante comum em receitas de bolos: quando você levanta a ponta da espuma com um garfo e ele cai, um pouco mole. A espuma fica marcada quando o batedor passa por ela, mas ainda se move quando você mexe a tigela.

O ponto seguinte são os picos firmes ou ponto de neve firme, que costumam aparecer em receitas para suspiros, por exemplo. A espuma das claras em neve é brilhante e resistente - quando você levanta o batedor, ela cai em bloco e a espuma não se mexe quando você movimenta a tigela.

Seja delicado (e rápido!) ao lidar com as claras

Na hora de incorporar as claras em neve a uma massa, seja rápido, mas delicado - do contrário, a espuma perde o ar que foi aprisionado durante o processo e todo o trabalho é perdido. Em massas de bolo, por exemplo, sugere-se incorporar as claras como se estivesse "dobrando" a massa: com a ajuda de uma espátula, trace um caminho na mistura e vire metade da massa sobre a outra. Repita o processo até as claras serem incorporadas por completo.