PUBLICIDADE

Topo

Jeito de Mãe: Fraldas de pano voltaram para ficar e cuidar do planeta

UOL Entretenimento

02/12/2019 09h58

Fralda de pano ou descartável? Quando desfraldar? Como conduzir este processo sem traumatizar a criança ou gerar constrangimentos? Este é o tema do quinto episódio de "Jeito de Mãe", apresentado pro Luciana Gimenez. Assista à integra do programa no Facebook Watch. O que você vê acima é apenas um trailer. A discussão sobre o uso de fraldas descartáveis já está além do alto preço faz algum tempo. Antes deste modelo mais prático para o dia-a-dia, as pessoas usavam fraldas de pano, enrolavam o bebê e colocavam alfinetes para fechar. Nos anos 70 as fraldas de plástico começaram a chegar no Brasil, mas eram caríssimas. Com o passar dos anos, foram ficando mais acessíveis, mas ainda assim nunca foram um item barato e nem todo mundo pode comprar. Este foi o caso de Joyce, trancista e modelo, que era a única fonte de renda da família. "Muitas vezes eu não tinha dinheiro para comprar fralda, então precisei agilizar o desfralde." A questão central é o fato de as fraldas de pano serem sustentáveis, porque embora precisem ser lavadas, não são de plástico, que levam cerca de 450 anos para se decompor na natureza. E se engana quem pensa que as fraldas de pano são as mesmas do tempo da vovó, com alfinete. Hoje em dia este tipo de vestimenta é feita de um pano impermeável fechado com botões e que possui forro ou absorvente interno. "E são mais bonitas que as descartáveis", sorri a DJ Nana Torres, mãe de dois filhos. Outra vantagem apontada pelas mães é o pano não causar alergias ou assaduras por atrito na pele.

Mov