PUBLICIDADE

Topo

Tia Má e Yuri Marçal falam de impacto do racismo na infância no "Cá Entre Nós"

Mais Cá Entre Nós
1 | 25
Siga o UOL Mov no

Do UOL, em São Paulo

24/08/2020 14h00

Quando criança, o sonho de Maíra Azevedo era ser uma paquita da Xuxa. A fantasia foi por água abaixo quando alguém lhe disse que ela não poderia realizar todos os sonhos que tinha por ser uma pessoa negra. Mais conhecida como Tia Má, a jornalista e humorista falou de racismo na infância, maternidade e cancelamento no talk show "Cá Entre Nós", apresentado por Yuri Marçal.

Também colunista do UOL, Maíra é atriz — ela participou do primeiro longa dirigido por Lázaro Ramos, "Medida Provisória" — e mãe, e compartilha seu dia a dia e suas opiniões nas redes sociais para os seus mais de 800 mil seguidores. Assista ao episódio no vídeo acima.

Nascida e criada na periferia de Salvador, na Bahia, ela conta que muitas pessoas se chocam quando descobrem que ela estudou em uma escola particular. "Eu falo abertamente que a branquitude tem um fetiche com o sofrimento do povo preto", diz.

A associação entre pobreza e pessoas negras é algo que chama sua atenção. "Por exemplo, até outro dia eu não sabia como usar o SUS. E eu vi que as pessoas se assustaram quando eu disse isso, mas não com o fato de eu não saber usar o SUS. Eu percebi que as pessoas se assustaram com o fato de eu ter tido plano de saúde a minha vida toda".

No "Cá Entre Nós", Marçal recebe celebridades e influencers para entrevistas e brincadeiras, unindo o formato do talk show ao humor e irreverência pelo qual se tornou conhecido nas redes sociais, onde possui mais de 1,5 milhões de seguidores. O programa estreia novos episódios toda segunda-feira, às 16h.