PUBLICIDADE

Topo

A bordo de um motoboy: trânsito perigoso e a vida financeira por um fio

Do UOL, em São Paulo

09/04/2020 04h00

Douglas Teles tem 36 anos e três empregos. Durante o dia, faz entregas para um escritório, que está quase às moscas com a quarentena. À noite, é motoboy de uma hamburgueria e, antes de voltar para casa, faz delivery por aplicativo. São 16 horas de trabalho todos os dias, de domingo a domingo, para pagar as contas de casa. As ruas estão quase vazias, sem trânsito, mas Douglas acha que está mais perigoso pilotar. Além disso, a competição entre os motoboys aumentou agora que quase todos os restaurantes dependem dos aplicativos de entrega para sobreviver. A pedido de MOV, Douglas gravou um dia de trabalho para mostrar como é ser entregador durante a pandemia de coronavírus.