PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Carol Solberg cita vice da CBV e pede liberdade de expressão: 'Hipocrisia'

Carol Solberg fez desabafo nas redes sociais - Reprodução/Instagram @carol_solberg
Carol Solberg fez desabafo nas redes sociais Imagem: Reprodução/Instagram @carol_solberg

Colaboração para o UOL, em São Paulo

29/01/2021 17h00Atualizada em 29/01/2021 17h58

Carol Solberg voltou a usar as redes sociais para pedir por liberdade de expressão. A atleta do vôlei de praia citou o vice-presidente da Confederação Brasileira de Vôlei (CBV), Radamés Lattari, que posou em uma foto segurando uma camisa com o nome do deputado federal Arthur Lira. O técnico da seleção masculino de vôlei, Renan Dal Zotto, também aparece na imagem.

"Meses atrás minha liberdade de expressão foi ameaçada quando me processaram por ter me manifestado após um jogo contra o governo Bolsonaro", relembrou a atleta no início da legenda.

"Ontem recebi uma imagem do vice-presidente da CBV e CEO ao lado do técnico da seleção masculina de vôlei. Eles exibiam uma camisa da seleção brasileira com o nome de Arthur Lira, candidato de Bolsonaro à presidência da câmara", explicou na sequência.

Carol explicou que defende o direito de todas as pessoas se manifestarem e de que a política está diretamente ligada ao esporte, mas reforçou que os atletas também merecem ter o mesmo direito de expor as opiniões. "Parece hipocrisia. E é", afirmou ela.

"Ver o principal membro atuante da CBV manifestar seu apoio a um candidato político através da camisa da seleção brasileira de vôlei de quadra, às vésperas de uma eleição tão decisiva para o país e ainda dizer que esse apoio não representa a CBV, não faz sentido e é no mínimo muito controverso", destacou.

Em dezembro, Carol Solberg também afirmou ver hipocrisia na forma como a sua manifestação política foi julgada. Ela relembrou o caso dos atletas Wallace de Maurício Souza, do vôlei masculino.

Vôlei