PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Brasil cumpre tabela, vence EUA e pegará Sérvia na semi do Mundial de Vôlei

Seleção brasileira comemora ponto diante dos Estados Unidos no Mundial de Vôlei - Divulgação/FIVB
Seleção brasileira comemora ponto diante dos Estados Unidos no Mundial de Vôlei Imagem: Divulgação/FIVB

Do UOL, em São Paulo (SP)

28/09/2018 13h31

Classificados antecipadamente às semifinais do Campeonato Mundial de Vôlei, Brasil e Estados Unidos entraram em quadra nesta sexta-feira (28) para cumprir tabela, mas também para definir quem ficaria com a liderança do Grupo I para, teoricamente, cruzar com um adversário mais "fácil" por um lugar na decisão do torneio. Melhor para a seleção brasileira, que venceu por 3 sets a 0, com parciais de 25-20, 25-18 e 25-19, em Turim, na Itália.

O adversário do Brasil na semifinal será a Sérvia, neste sábado (29), às 12h (de Brasília), também em Turim. Polônia e Estados Unidos farão o outro confronto, às 16h15. Os poloneses são os atuais campeões mundiais.

As duas equipes aproveitaram para poupar titulares e dar mais tempo de quadra aos reservas. A formação inicial do Brasil teve William, Eder, Maurício Souza, Evandro, Kadu e Douglas Souza, além do líbero Thales. 

Nesta sexta, a seleção foi excepcionalmente comandada pelo assistente Marcelo Fronckowiak, já que o técnico Renan Dal Zotto cumpriu suspensão por conduta inapropriada na partida contra a Rússia, em que atirou uma bola na quadra com o jogo em andamento para atrapalhar um ataque adversário.

Apesar da formação alternativa, o Brasil mostrou consistência diante dos norte-americanos. No primeiro set, a parcial seguiu equilibrada até a segunda parada técnica, mas depois a equipe verde-amarela abriu cinco pontos e fechou em 25-20 após ataque de Evandro, maior pontuador do duelo, com 19 pontos.

A superioridade só aumentou nos dois sets seguintes. Mais confiante, a seleção brasileira soube explorar a falta de motivação e as fragilidades do rival, principalmente na recepção, e assegurou a vitória após 1h25min de confronto em um erro de ataque dos Estados Unidos.

Vôlei