PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Miss do vôlei sofre assédio sexual virtual e relata constrangimento

Luciane Escouto foi eleita Miss Mundo Rio Grande do Sul em 2012 e se afastou do vôlei no fim de 2014 - Monalisa Lins/UOL
Luciane Escouto foi eleita Miss Mundo Rio Grande do Sul em 2012 e se afastou do vôlei no fim de 2014 Imagem: Monalisa Lins/UOL

Leandro Carneiro

Do UOL, em São Paulo

24/08/2017 04h00

A ex-jogadora de vôlei Luciane Escouto viveu uma situação constrangedora nesta quarta-feira (23). Ela recebeu uma ligação em seu celular. Pegou o telefone que estava com o fisioterapeuta Alison Monteiro, seu marido, e atendeu. A chamada era de vídeo no Facebook. Do outro lado, um homem identificado como Luiz Fernando Rodrigues apareceu nu e tocando as partes íntimas.

Assustada com o que passou, Luciane deu o telefone para o marido. Ele xingou Luiz e encerrou a ligação, que durou cerca de 12 segundos.

"Essa pessoa chamada Luiz Fernando Rodrigues me chamou no messenger para se mostrar se masturbando", relatou a ex-atleta no Facebook. "Fiquei chocada pela falta de educação, que repúdio dessa pessoa. O que passa na cabeça? 'Nossa vou ligar para ela e mostrar'. Cara, fala sério. Estou com nojo e ao mesmo tempo pena de você. Com certeza, falta muito do amor de Deus na sua vida. Resumindo, no mesmo tempo que atendi e vi o que estava acontecendo, minha reação foi mostrar para meu marido, que na mesma hora acabou xingando a pessoa, que desligou imediatamente. Estou denunciando esse perfil e triste por isso".

Ao UOL Esporte, Luciane disse não conhecer Luiz Fernando. A amizade entre os dois no Facebook começou em 2012, quando ele a adicionou como um fã depois de tê-la visto em quadra.

"Estou na verdade triste. Recebi várias mensagens de homens que me seguem repudiando o ocorrido, e dando apoio à atitude (de expor a história no Facebook). Resolvi postar porque ele pode ter feito a mesma coisa com outras mulheres ou poderia fazer", contou ela.

A ex-jogadora ainda não sabe se fará Boletim de Ocorrência. "Vou ver com mais calma sobre o B.O. A única atitude de imediato foi de fazer a postagem alertando outras pessoas. Muito triste tudo isso", completou.

Segundo Luciane, essa não é a primeira vez que ela passa por um constrangimento semelhante. "Quando eu era mais nova, aconteceu, sim. Logo quando mudei para São Paulo para jogar, eu e outras meninas indo para escola cedo pela manhã, sempre tinha um Gol branco estacionado no mesmo lugar, e o homem também estava se masturbando. Até que um dia paramos, anotamos a placa e falamos que iríamos denunciá-lo".

"Depois disso, nunca mais apareceu. Já recebi ligação no Skype de um homem na mesma situação. Achei tão ridículo que só fiquei quieta. Não relatei para ninguém. Alguns anos atrás, lembro que a Andreia, jogadora de vôlei, também publicou a foto da pessoa e a mensagem que recebeu de um homem. Achei ótima a atitude dela e hoje resolvi fazer o mesmo. Querendo ou não, isso é uma forma de denunciar e alertar outras pessoas", disse.

Luciane ficou famosa no mundo do vôlei ao ser eleita Miss Mundo Rio Grande do Sul em 2012. Na temporada 2012/13, ela foi campeã da Superliga pelo Unilever. Desde o fim de 2014, afastou-se das quadras para tocar uma nova vida. Atualmente, além de ser mãe, a ex-atleta faz faculdade de fisioterapia, que concluirá no fim do ano, tem uma empresa de produtos naturais e voltará a trabalhar como modelo.

Vôlei