PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Braço direito de Bernardinho deixa seleção brasileira após chegada de Renan

Rubinho comandou a seleção no Pan de Gudalajara-2011 e Toronto-2015 - Luiz Pires/Vipcomm
Rubinho comandou a seleção no Pan de Gudalajara-2011 e Toronto-2015 Imagem: Luiz Pires/Vipcomm

Do UOL, em São Paulo

25/01/2017 14h55

Rubinho não seguirá como assistente técnico da seleção brasileira após a entrada de Renan Dal Zotto no comando do time nacional. Braço direito de Bernardinho e preferido do treinador para ter assumido deu cargo à frente da equipe nacional, ele optou pela saída.

Renan, que havia manifestado interesse de contar com Rubinho no time, já definiu quem serão os seus assistentes: Marcelo Fronckowiak, que atualmente comanda o Lebes/Gedore/Canoas (RS) na Superliga Masculina e Ricardo Tabach, assistente no Rexona-Sesc (RJ) e que já estava na comissão dirigida por Bernardinho. Outro profissional confirmado é o preparador físico, Renato Bacchi, que também integrava o time campeão olímpico.

"O Fronckowiak já dirigiu times na Europa, liderou um grande projeto com o extinto RJX, sendo campeão da Superliga, tem um histórico vitorioso como atleta e como técnico, é muito estudioso, já demonstrou competência e temos certeza que tem muito a contribuir com a seleção brasileira", disse Renan.

Os quatro profissionais já se reúnem nesta semana para dar início ao planejamento para a temporada 2017. O primeiro compromisso da seleção brasileira neste ano será a Liga Mundial, que começa no dia 2 de junho.

Bernardinho deixa seleção brasileira masculina após 16 anos e 2 ouros

UOL Esporte

Vôlei