PUBLICIDADE
Topo

Vôlei

Capitão da seleção venezuelana de vôlei morre após ataque cardíaco

Piñerua morreu aos 25 anos - Reprodução/Facebook
Piñerua morreu aos 25 anos Imagem: Reprodução/Facebook

Do UOL, em São Paulo

18/11/2016 10h44

Kevin Piñerua, capitão da seleção venezuelana de vôlei, morreu na noite da última quinta-feira. O jogador tinha apenas 25 anos e foi vítima de um ataque cardíaco.

A notícia da morte foi confirmada pela Federação Venezuelana de Vôlei e que lamentou o ocorrido. “É lamentável a notícia que infelizmente temos de dar. Nosso capitão Kervin Piñerua morreu após sofrer um infarto na Turquia. O vôlei mundial está de luto”, falou.

O Afyonkarahisar Belediyesporu, clube turco em que o atleta atuava, também lamentou a morte e desejou conforto para os familiares e pessoas próximas de Piñerua.

O oposto se sentiu mal depois do treino da última quinta-feira e foi internado no hospital. Os médicos passaram a noite tentando solucionar o problema do atleta, mas ele teve a morte confirmada por volta das 6 horas da manhã desta sexta-feira.

Segundo a imprensa venezuelana, Piñerua foi ao hospital depois de um treino, pois não sentia bem. No entanto, ele teve um infarto fulminante e os médicos não conseguiram salvá-lo.

Além de capitão da Venezuela, o oposto também defendia o Afyonkarahisar Belediyesporu. Recentemente, ele foi um dos destaques da vitória do time por 3 a 2 sobre o Fernerbahçe.

A carreira do atleta foi quase toda construída longe da Venezuela, com destaque por sua passagem pela Argentina. Na seleção, ele foi a grande esperança da seleção que quase chegou a Olimpíada do Rio de Janeiro. A equipe ficou de fora após derrota para a Argentina por 3 a 2.

Vôlei