PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Posse de Bola #229: São Paulo vence e mira Corinthians; crise se agrava no Flamengo

Do UOL, em São Paulo

20/05/2022 11h14

O São Paulo classificado para as oitavas de final da Copa Sul-Americana e o Corinthians com a sua situação encaminhada na Libertadores após o empate na Bombonera com o Boca Juniors se enfrentam no clássico deste domingo (22), pela sétima rodada do Brasileirão, colocando frente a frente os trabalhos de Vítor Pereira e de Rogério Ceni, com o time corintiano tendo a seu favor o histórico de invencibilidade na Neo Química Arena, onde jamais perdeu para o rival.

No podcast Posse de Bola #229, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam como chegam os dois clubes paulistas para o clássico, assim como a crise no Flamengo envolvendo o técnico Paulo Sousa e o goleiro Diego Alves.

Em relação ao clássico, Juca Kfouri considera que o Corinthians chega com moral alto mesmo não tendo feito um grande jogo diante do Boca Juniors, mas com um resultado que foi favorável na briga pela classificação na Libertadores. O jornalista também cita as diferentes escritas em jogo no duelo da Neo Química Arena.

"O São Paulo diante desta escrita esquisita de não conseguir ganhar na casa do Corinthians, o Rogério Ceni também jamais saiu de Itaquera com os 3 pontos, então há essas duas escritas para os tricolores quebrarem. Há uma terceira escrita, o Cássio é o único personagem presente aos 15 jogos, está invicto diante do São Paulo em Itaquera, tem também uma quarta escrita, o Corinthians há cinco clássicos estaduais que sai derrotado, Vítor Pereira jamais ganhou um clássico estadual, perdeu os quatro que ele disputou, dois contra o São Paulo", diz Juca.

"Olhando hoje para o jogo do domingo, um empate mantém todas as escritas e permite aos dois saírem felizes. Porque o Corinthians manterá a liderança e o São Paulo continuará fazendo uma boa campanha nesse Brasileirão", completa.

Já Arnaldo Ribeiro destaca as semelhanças dos técnicos Rogério Ceni e Vítor Pereira até na forma como eles revezam suas escalações, além de destacar a diferença que faz o mando de campo no duelo entre Corinthians e São Paulo mais do que em outros clássicos.

"Hoje eles se parecem muito, o Vítor Pereira e o Rogério Ceni. Não o Vítor Pereira que enfrentou o Rogério Ceni pela primeira vez, no Morumbi. O Vítor Pereira após Paulista resolveu mexer e mexer bem, tomar conta do time, e aí é impossível acertar a escalação do Rogério Ceni e é impossível acertar a escalação do Vítor Pereira, mas eles sabem dar pistas nas escalações anteriores, normalmente eles trocam de seis a sete jogadores para um jogo seguinte", diz Arnaldo.

"O Rogério Ceni que vive enaltecendo o trabalho do Vítor Pereira pela versatilidade que o time do Corinthians passou a ter, joga com três zagueiros, com dois, linha de cinco, é a mesma coisa que ele tenta fazer no São Paulo, por isso que ele se identifica tanto (?). Nesse clássico específico pesa muito o mando de campo, é o clássico paulista em que o mando de campo mais pesa", completa.

Já na questão envolvendo Paulo Sousa e o goleiro Diego Alves no Flamengo, Mauro Cezar Pereira critica os dirigentes do clube rubro-negro na forma de lidarem com a situação e ressalta que eles já erraram ao renovarem o contrato do jogador em 2021.

"Tem muitos ruídos e a incapacidade dos dirigentes de resolverem o problema, de criar o problema eles têm capacidade, por que renovaram o contrato? É a pergunta que muita gente faz até hoje. Repito, independentemente do Paulo Sousa, se fica ou se vai, o Diego Alves não tem mais o que acrescentar ao Flamengo, é um goleiro que tecnicamente não acrescenta mais nada, um cara que não aceita a reserva", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.