PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Futebol Sem Fronteiras

O jogo por trás do jogo. Com Jamil Chade e Julio Gomes


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Futebol sem Fronteiras #29: Jorge Jesus sairá do Benfica; Fla pode se animar?

Do UOL, em São Paulo

02/12/2021 16h00

Com a demissão de Renato Gaúcho, a torcida do Flamengo sonha com a volta de Jorge Jesus. O clube da Gávea fez uma sondagem para saber como está a situação do treinador, atualmente no Benfica. Embora seja uma negociação difícil, um possível retorno do 'Mister' poderia até ter impacto no Palmeiras, já que Abel Ferreira, com futuro indefinido no clube alviverde, estaria na lista de candidatos para comandar a equipe portuguesa.

No podcast Futebol sem Fronteiras #29 (ouça na íntegra no episódio acima), o colunista Julio Gomes conversou com Bruno Andrade, colaborador do UOL e jornalista da CNN Portugal. Eles falaram sobre as possibilidades para o futuro de Jorge Jesus, que passam pelo Flamengo e até pela seleção brasileira, e também das chances de Abel Ferreira ocupar o cargo dele no Benfica.

O Benfica tem uma semana decisiva pela frente. Na sexta-feira (3), a equipe faz o dérbi contra o Sporting, às 18h15 (horário de Brasília), pelo Campeonato Português. Na quarta-feira (8), também no estádio da Luz, o time encara o Dynamo Kiev pela Liga dos Campeões com chances de se classificar para as oitavas de final - para isso, depende do resultado do duelo entre o classificado Bayern de Munique e o Barcelona, que também tem chances de avançar no torneio.

Para Andrade, mesmo que o Benfica enfrente o pior dos cenários nestas duas partidas, é pouco provável que Jorge Jesus deixe o comando da equipe lisboeta. "Acho improvável a saída dele em dezembro ou janeiro, mesmo que perca de goleada para o Sporting e não passe de fase na Champions. Ele não quer sair pelas próprias pernas. Ou seja, se o Flamengo fizer uma proposta, ele não vai aceitar", disse.

O jornalista destacou que Jesus só sai do Benfica em caso de demissão. "Ele só vai se for mandado embora. Isso é informação 100% credível. Hoje, ele só sai do Benfica se for demitido. A chance de o Jesus ir para o Brasil é mínima. Em junho, dependendo de como estiver o mercado no Brasil, se o Flamengo tiver treinador ou não, se o Jorge Jesus tiver de fato pretensão de ir para a seleção brasileira se o Tite sair depois da Copa do Mundo, aí é outra história", afirmou.

Julio enfatizou que o Benfica vive um momento decisivo para a sua temporada. "O Benfica começou muito bem a temporada, voando e ganhando todos os jogos. Mas tropeçou duas vezes e perdeu a liderança para Sporting e Porto. Se perder o dérbi, já vai descolar um pouquinho. Na semana que vem, tem o jogo contra o Dynamo Kiev pela Champions. O Benfica precisa ganhar e torcer para o Barcelona tropeçar contra o Bayern, em Munique, possivelmente com o time reserva e estádio vazio, além de muito frio. O Benfica pode se classificar e voltar ao mata-mata da Champions depois de muito tempo e em um grupo com Barcelona e Bayern. Não é um grupo qualquer. Vai ser uma semana bem importante para a temporada do Benfica", ressaltou o colunista do UOL.

Andrade traçou um panorama da situação de Jorge Jesus nos bastidores do Benfica. "O nome do Jesus nunca foi unanimidade no grupo do Rui Costa [presidente do Benfica], que nunca o viu com bons olhos para ser o treinador. Mais da metade da torcida era contra o retorno de Jorge Jesus, muito por conta de ele ter saído para o Sporting [em 2015] e por ser um treinador que, historicamente, não aposta na base. Nos últimos anos, o Benfica tem apostado muito na base. Não que o Rui Costa não goste dele, mas tem outras preferências", contou.

O jornalista da CNN Portugal reforçou que o futuro do treinador não será no Benfica, mas é muito alta a probabilidade de ele continuar no clube até o fim da temporada europeia. "Algo claro para mim e para boa parte dos jornalistas aqui é que o Jorge Jesus, independentemente do que acontecer na liga nacional e na Champions, sairá em junho do Benfica. Ele só renova se cair um asteroide na Terra e as coisas mudarem da noite para o dia", frisou.

Seleção brasileira e Abel Ferreira

Apesar da sondagem do Flamengo, Jorge Jesus pode ter um destino diferente do esperado pelos torcedores rubro-negros. Andrade cogitou a hipótese de o 'Mister' realmente voltar ao Brasil, mas para comandar a seleção após a disputa do Mundial no Qatar.

"Sabendo que ele não fica [no Benfica] a partir de junho e que a seleção brasileira já está atrás de um novo nome, não à toa tentou o Xavi e não conseguiu, ficou muito claro que o Brasil não conta com Tite depois da Copa do Mundo. O próprio Tite não quer ficar. É quase 'oficial' que a CBF procura um novo nome. Eu traço um cenário. Jorge Jesus não fica no Benfica a partir de junho. Até dezembro, pode voltar ao Brasil de férias, curtir o Rio de Janeiro, assinar um pré-acordo com a seleção brasileira e pegá-la em janeiro, sem ter que assumir um clube, seja o Flamengo ou outro. São seis meses de tranquilidade até assumir a seleção. Para mim, esse é o caminho mais lógico", disse o jornalista.

Diante deste cenário, o substituto de Jorge Jesus no Benfica poderia vir do futebol brasileiro. Com futuro indefinido no Palmeiras, Abel Ferreira poderia ser um dos candidatos, mas não o principal, como destacou Andrade. "Dentro do Benfica, há um apreço por ele e as pessoas têm interesse na forma de ele trabalhar. Mas se fala de outros nomes, entre eles o Pepa, hoje no Vitória de Guimarães e que foi procurado pelo Santos antes mesmo do Fábio Carille. Não coloco o Abel como descartado, mas faz parte de uma lista em que não é o primeiro, nem segundo, nem terceiro", concluiu.

Ouça o podcast Futebol sem Fronteiras e confira também o bate-papo sobre a relevância do clássico entre Benfica e Sporting para a cidade de Lisboa, e como a rivalidade entre as duas equipes voltou a crescer.

Não perca! Acompanhe os episódios do podcast Futebol sem Fronteiras todas as quintas-feiras às 15h no Canal UOL.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as" plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Futebol Sem Fronteiras, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts e Youtube —neste último, também em vídeo.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL