PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL Flamengo

O podcast para a nação rubro-negra


OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

UOL Flamengo #33: R. Gaúcho entendeu que não dá para ignorar Brasileiro

Do UOL, em São Paulo

19/10/2021 16h00

O Flamengo se prepara para uma semana decisiva, com os duelos contra o Athletico pelas semifinais da Copa do Brasil e o clássico contra o Fluminense. A torcida rubro-negra temia que Renato Gaúcho repetisse a estratégia utilizada no Grêmio, quando abriu mão da disputa pelo Brasileiro e se concentrou nas copas. Ao que tudo indica, porém, o treinador não deve agir desta maneira.

No podcast UOL Flamengo #33 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Vanderlei Lima, o colunista Rodrigo Mattos e o setorista Leo Burlá fizeram suas projeções para estas partidas, com Renato Gaúcho deixando claro que não poupará jogadores e vai com a força máxima que estiver disponível.

"O Renato Gaúcho é rápido para se adaptar aos contextos em que ele está. Vimos essa história quando ele estava no Grêmio de que ele priorizava a Copa do Brasil e a Libertadores. O lance dele era quase só o mata-mata. Deu uma impressão de que ele ensaiaria isso no Flamengo, mas ele viu que não tinha clima para isso. Hoje em dia não se vê isso. Quando os jogadores não estão em campo é porque estão machucados", disse Mattos.

No Brasileirão, o Flamengo está dez pontos atrás do líder Atlético-MG, mas tem dois jogos a menos em relação ao Galo. Além disso, as duas equipes ainda se enfrentam no Maracanã. Ou seja: nem tudo está perdido para o rubro-negro na competição.

Para Burlá, a diretoria do clube exerce pressão direta para que o técnico mantenha vivo o foco na disputa do título do Brasileirão. "O Flamengo não permite que o Renato ache que o Brasileiro é um acessório na temporada. Sabemos do tamanho que o Renato tinha na decisão das coisas no Grêmio. Ele não vai dizer no Flamengo para se concentrar na Libertadores. Simplesmente o proíbem de fazer isso. Cabe a ele, como funcionário do clube, com o material que tem na mão, que não é fraco, tentar as soluções", apontou o repórter.

Exatamente por conta dessa cobrança, o treinador entendeu o recado e mudou o discurso dos tempos em que comandava o Grêmio, como frisou Mattos. "Ele faz questão de dizer que não está poupando e deixa isso claro para não haver essa acusação. Se um jogador não está em campo, o Renato aparece no final da partida para explicar o que fez", afirmou o colunista do UOL.

Para Mattos, o treinador deve encarar o Brasileirão com o mesmo valor dado às copas. "O Renato faz o discurso de que o Brasileiro tem a mesma importância. Ele entendeu que não dava para aplicar o discurso de lá atrás. Inclusive, demonstrou publicamente que não o fará. Ele entendeu o contexto do Flamengo de que não era possível segurar jogadores no Brasileiro, e que vai ter que disputá-lo enquanto houver chance nessa corrida contra o Atlético-MG", finalizou.

Ouça o podcast UOL Flamengo e confira também a discussão sobre as recorrentes lesões que afetam o elenco, por conta do calendário apertado e compromissos com datas-Fifa.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Flamengo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL