PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: Abel Ferreira não é uma figura carismática, Crespo é mais discreto

Do UOL, em São Paulo

24/07/2021 04h00

O Palmeiras venceu a Universidad Católica por 1 a 0 pela Libertadores, garantiu sua classificação e o técnico Abel Ferreira reclamou durante a entrevista coletiva por não ter sido parabenizado pela atuação de seu time, enquanto eram feitas perguntas sobre o confronto com o rival São Paulo nas quartas de final da competição e o retrospecto negativo palmeirense nos encontros anteriores.

No podcast Posse de Bola #145, Mauro Cezar Pereira afirma que o que leva muitas vezes Abel Ferreira a não ter a mesma compreensão de Hernán Crespo é a postura do técnico português, de reclamar até quando o seu time vence e sem um grande motivo para sua queixa.

"O Abel Ferreira não é uma figura muito carismática, o Crespo é mais discreto, é um cara mais na dele, você não vê o Crespo se alterando e o Abel reclamou por falta de parabéns essa semana. Ganhou lá a vaga e tal. De fato o time dele jogou bem e tem mudado a forma de jogar, esse jogo para mim foi o melhor jogo do Palmeiras dos últimos, o time jogou, fez o gol, continuou atacando, teve mais a bola, privilegiando os jogadores mais técnicos, legal. Ótimo, é aquilo que a gente fala há muito tempo sobre a falta do repertório, está tentando, está incorporando um repertório um pouco mais amplo na maneira de jogar da equipe, mas é engraçado reclamar a falta de parabéns", diz Mauro.

"Eu não sei se lá em Portugal ou na Grécia os jornalistas tinham esse hábito, aqui alguns têm, já vimos até aplausos em coletiva, mas convenhamos, o cara que vai para a coletiva não tem que ir lá para dar parabéns, tem que ir lá para fazer pergunta, é para isso que tem a coletiva. Ali não é ambiente para ficar dando parabéns, às vezes até por educação, algum que quer agradar mais e fala, mas é engraçado isso. Até quando é um momento em que ele poderia estar mais feliz com a ótima atuação da equipe, embora tenha sido um placar muito magro, o Palmeiras merecia vencer a Católica por um placar mais elástico na quarta-feira, ele reclama", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol