PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL Corinthians

O podcast para os torcedores do timão


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

UOL Corinthians #21: Timão faz 'pequena maluquice' com reforços de peso

Do UOL, em São Paulo

20/07/2021 16h00

O Corinthians conseguiu enxugar suas despesas e voltou a investir na contratação de reforços de peso. A mudança no status do Timão no mercado da bola chama a atenção: houve uma redução na folha salarial do elenco, mas ela logo voltou a aumentar com a chegada de Giuliano - e pode crescer ainda mais se a contratação de Renato Augusto se concretizar. E tudo isso em um cenário no qual as dívidas do clube permanecem elevadas.

No podcast UOL Corinthians #21 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Pedro Lopes e o setorista Yago Rudá discutem o risco de o clube retomar os investimentos pesados em jogadores mesmo com as finanças ainda em situação delicada.

Rudá traçou um panorama de como o Timão deixou de lado o discurso de não ir ao mercado para investir em reforços. "O Corinthians abriu um espaço de R$ 4,5 milhões na folha salarial do futebol, enxugou gastos em vários outros setores do clube, nos esportes amadores e departamentos administrativos. Com esse dinheiro 'sobrando', já que o clube ainda está recheado de dívidas, na casa de R$ 950 milhões, o Corinthians foi atrás do Giuliano. Tinha Inter e Grêmio como concorrentes e venceu os gaúchos. O clube está firme e forte atrás do Roger Guedes e do Renato Augusto, que está mais próximo", disse.

Para Perrone, soa contraditório reduzir gastos com o futebol e, pouco tempo depois, fazer um investimento tão alto. "Dá até para a gente chamar de uma pequena maluquice. Você tem um clube inteiro para organizar, todo mundo penhorando as contas do clube. É muita dívida. Tem dificuldade até para pagar os meninos da base. Não faz muito sentido economizar para voltar a gastar com jogadores", observou.

A decisão de se lançar ao mercado em busca de nomes como Giuliano, Renato Augusto e Roger Guedes também tem seu lado político, como frisou Rudá. "O Corinthians deve pagar valores altíssimos, próximos ao teto salarial que o clube estabeleceu nessa gestão. Vai ser caro contratar os três. Me parece uma loucura o Corinthians buscar esses jogadores agora, mas temos quer a perspectiva de ser uma cartada importante do Duílio [Monteiro Alves, presidente do clube] em termos políticos e de ser aceito pela torcida", comentou, citando a pressão e os protestos de torcedores pedindo a contratação de reforços.

Perrone alerta para os reflexos que os gastos elevados para a contratação de reforços podem trazer para outros setores do clube. "O que ouvi desde o começo dessa gestão é que eles iam conseguir um pequeno superávit enxugando as despesas para ter uma pequena folga na folha de pagamento para contratar e reforçar o time. É exatamente isso o que estão fazendo. Só que gera uma preocupação no restante do clube. As dívidas continuam, com as contas sendo bloqueadas. A gente só vai saber o que está acontecendo quando bater o olho no balanço financeiro", concluiu.

Ouça o podcast UOL Corinthians e confira também a análise sobre como Giuliano e Renato Augusto podem se encaixar no time titular.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL Corinthians, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL