PUBLICIDADE
Topo

Podcast

UOL São Paulo

O podcast para o torcedor tricolor


ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

UOL São Paulo #18: Conta do Paulistão chegou ao Tricolor, que enfrenta pane

Do UOL, em São Paulo

29/06/2021 16h00

Com apenas quatro pontos ganhos em sete jogos, o São Paulo faz seu pior início de Brasileirão na história e figura na zona de rebaixamento. Após empolgar a torcida com o fim do jejum de títulos com a conquista do Campeonato Paulista, agora o Tricolor tenta dar sinais de recuperação - e tem uma semana decisiva pela frente, com um clássico contra o Corinthians nesta quarta-feira (30) na Neo Química Arena.

No podcast UOL São Paulo #18 (ouça na íntegra no episódio acima), o apresentador Pedro Lopes, a colunista Milly Lacombe e o setorista Brunno Carvalho debatem o momento ruim do Tricolor e como o time entrou em pane após a conquista do título do Paulistão. Apesar das dificuldades, ainda prevalece um clima de tranquilidade quanto à reação do time na temporada.

"Essa foi a frase que o presidente Julio Casares disse para o Menon em seu blog: 'A conta chegou'. O sentimento que eles tinham lá dentro é de que o São Paulo precisava ser campeão. Não dava mais para aguentar derrotas atrás de derrotas porque esse peso ia aumentar e o Paulista era um título acessível. Compensava apostar as fichas porque era importante sair da fila, mas pelo visto o peso nas costas não acabou", comentou Carvalho.

Para Milly, a queda de produção do São Paulo tem mais a ver com o lado psicológico do que com aspectos de jogo. "Sempre me pareceu emocional. Não é da ordem do que o time pode fazer técnica, tática ou estrategicamente. Foi um time que surpreendeu muito positivamente no Paulista e venceu o favorito Palmeiras jogando soberanamente. É da ordem da confiança mesmo, do acreditar que é possível. Houve uma ressaca natural da conquista, mas agora é confiança. Vai ter que fazer um campeonato de recuperação", comentou.

Para Carvalho, os dirigentes do Tricolor entendem que o time tem melhores chances na Copa do Brasil e na Libertadores do que no Brasileiro. "O início tão ruim não era esperado. Era esperado que o São Paulo desse uma patinada no começo porque o desgaste físico seria muito grande. Não dava para dizer que estava fora dos planos. Estava fora fazer quatro pontos em sete jogos, ainda mais enfrentando Cuiabá, Ceará. O São Paulo passa por isso: não abriu mão do título, mas entendia que seria um começo difícil. A avaliação da diretoria é que esse elenco é forte, mas talvez não tanto para brigar com times mais preparados em um campeonato duradouro como o Brasileiro. A principal força seria nas copas, que parecem mais acessíveis", analisou o repórter.

Apesar do início ruim, Milly acha que São Paulo tem condições de reagir no Brasileirão. "Talvez o time esteja em uma pane. Começa meio desestruturado. Tem um treinador que é muito capaz de fazer com que esse time corra por fora. O São Paulo está disputando outras coisas no campeonato. Será que não somos muito exigentes? É um time que encantou no Paulista e agora, com um ano inteiro pela frente, a gente já começa com 'ah, deu errado'. Não podemos desconsiderar que o São Paulo perdeu Dani Alves e Benítez no primeiro jogo da final. Isso já deu uma minada na confiança. Mas acredito que o São Paulo vai fazer um campeonato de recuperação", concluiu.

Ouça o podcast UOL São Paulo e confira também uma análise sobre a tímida manifestação do clube sobre o Dia do Orgulho LGBTQIA+.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir UOL São Paulo, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL