PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro: São Paulo se coloca em inferioridade na liberação de Daniel Alves

Do UOL, em São Paulo

21/06/2021 18h40Atualizada em 21/06/2021 18h40

O São Paulo jogou cinco partidas pelo Campeonato Brasileiro e somou apenas dois pontos, seu pior início na história da competição, sem contar com o camisa 10 Daniel Alves em nenhuma delas, já que ele está fora por lesão desde o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. Além de todo esse período fora por lesão, o clube não contará com ele a partir do dia 8 de julho devido à convocação para a seleção olímpica.

No podcast Posse de Bola #136, Mauro Cezar Pereira volta a analisar a situação e afirma que o objetivo do jogador no momento deveria ser estar apto a se recuperar para estar em campo pelo clube e que, com todas as dificuldades pelas quais o clube passa dentro de campo no Brasileirão, a permissão de sua ausência nessas circunstâncias para atuar nos Jogos Olímpicos de Tóquio causa incômodo no torcedor.

"Esse era o momento em que o Daniel Alves tinha que estar fazendo tratamento intensivo 24 horas por dia, dormir com a bolsa de gelo para jogar pelo São Paulo, ele tinha que estar ávido a voltar a jogar pelo clube. Ele diz que é tricolor, que o sonho dele era jogar no São Paulo, veio para cá por conta disso, é o jogador mais caro do futebol brasileiro. Ele estar preocupado com Olimpíada, isso é um absurdo, gente. No meio desse contexto de o time ter dois pontos em 15 possíveis, isso é um absurdo, isso é um deboche com o torcedor", diz Mauro Cezar.

"O presidente do São Paulo, os dirigentes têm que fazer alguma coisa, explicar que negócio é esse, porque nitidamente, na minha opinião, é inquestionavelmente o São Paulo está ficando em último plano. Primeiro a CBF e o Daniel Alves, o interesse dos dois. [?] O São Paulo em uma crise técnica, precisando do seu jogador mais importante, famoso, tecnicamente o melhor jogador, o cara está fazendo tratamento no São Paulo para jogar pela seleção. Que ele jogue uma partida ou duas, daqui a pouco ele vai meter o pé. Isso é um absurdo", completa.

Com toda essa situação e ainda um vídeo divulgado no canal oficial do São Paulo no Youtube com a justificativa do desejo de Daniel Alves em defender a seleção brasileira na Olimpíada, Mauro Cezar entende que até o crédito que a atual diretoria do clube e o jogador tinham com o torcedor após o título paulista pode ser perdido.

"O clube não pode ficar atrás de um jogador, o São Paulo está neste momento se colocando, ao aceitar isso, em condição de inferioridade. Deve ao jogador? Então busca um acordo, rescinde o contrato, busca um acordo, conversa, tira esse problema do caminho, financeiro inclusive", diz Mauro Cezar.

"No meio dessa crise toda, é um grande deboche, é aquilo que está no meio para deixar as pessoas mais incrédulas e o torcedor mais revoltado. Tudo o que foi feito no estadual começa a perder o valor para o torcedor. Ele teve uma alegria muito grande, ganhar um título em cima do Palmeiras, da maneira que aconteceu, aí poucas semanas depois esse caos e o principal jogador, que não jogou a final, está preocupado em ir para a Olimpíada e a diretoria ainda permite que o Youtube coloque um vídeo do jogador se justificando, aí realmente é o fim", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol