PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Mauro Cezar: Declarações de BAP no pacote dos equívocos da diretoria do Flamengo

Do UOL, em São Paulo

12/06/2021 04h00

Vice-presidente de relações externas do Flamengo, Luiz Eduardo Baptista, o BAP, voltou a causar polêmica com declaração na qual defendeu a volta do público aos estádios, além de dizer que a vacina não vai garantir imunidade contra o coronavírus.

No podcast Posse de Bola #133, Mauro Cezar Pereira afirma que seria normal pensar em um planejamento para o momento no qual seja possível o retorno do público aos estádios, mas considera que a forma com a qual BAP se referiu ao tema, além da declaração colocando em dúvida as vacinas, acaba sendo mais um elemento no pacote de atitudes por parte de dirigentes que acabam prejudicando a imagem do Flamengo.

"A entrevista do BAP dizendo que deve ter público e tal. Eu acho até que seria razoável que os dirigentes começassem a conversar sobre 'e aí, quando vai ter público? De que maneira vamos fazer?'. Na Inglaterra puseram 10 mil pessoas em 2020, depois recuaram quando veio outra onda do vírus. Agora já tem gente porque eles estão vacinando. Aqui no Brasil também tem gente sendo vacinada, será que a gente consegue colocar público em futuro próximo? Em quanto tempo? O que dizem os especialistas? O que é possível? […] Falar sobre o assunto, pensar em planejar isso, eles têm que fazer, porque em algum momento o público vai voltar", diz Mauro Cezar.

"A vacina se ela funciona, é claro, se nos Estados Unidos você tem todos os vacinados e as pessoas indo aos espetáculos esportivos, em algum momento o público vai voltar, mas não da maneira que o BAP falou nessa entrevista obviamente, evidente que não. Aliás, são declarações que entram no pacote dos equívocos da diretoria que prejudicam a imagem do Flamengo, porque aí as pessoas já passam a associar o clube como se todos os rubro-negros pensassem assim, como se até todos da diretoria pensassem assim, imagino que alguns não pensem", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol