PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro Cezar: Foi constrangedora do ponto de vista palmeirense a eliminação

Do UOL, em São Paulo

12/06/2021 04h00

O Palmeiras entrou na Copa do Brasil como atual campeão e não conseguiu passar de seu primeiro confronto, na terceira fase, contra o CRB, caindo nos pênaltis após a derrota por 1 a 0 nos 90 minutos, com o time de Abel Ferreira atingindo mais de 30 finalizações contra o gol do time alagoano, mas sem êxito em nenhuma das tentativas, parando na defesa e no goleiro Diogo Silva, que saiu como herói com as defesas também nas cobranças penais.

No podcast Posse de Bola #133, Mauro Cezar Pereira afirma que a eliminação do Palmeiras foi sim um vexame e demonstrou mais uma vez a dificuldade que o Alviverde tem quando tem a necessidade de atacar diante de um time que se fecha e não dá espaços para os contra-ataques em velocidade, principal arma do time de Abel Ferreira.

"É um papelão, foi uma coisa constrangedora do ponto de vista palmeirense essa eliminação. Embora ainda existam aqueles que vão ficar dizendo que não, que não é bem assim. Mas o que o Palmeiras apresenta de diferente no seu jogo? Nada, é sempre a mesma forma de jogar. Quando não pode encaixar aquele tipo de jogo, como já encaixou muito bem algumas vezes, a dificuldade se apresenta normalmente", diz Mauro Cezar.

"É menos complicado resistir à pressão quando o adversário não tem algo que eu falo desde o ano passado, repertório. O Palmeiras só joga com campo e velocidade para contra-atacar. Quando o adversário se fecha, vira um problemaço, porque para encontrar espaço em uma defesa fechada o Palmeiras não é treinado para isso, não tem jogadores altos entre os atacantes para jogo aéreo, cruzou várias e várias vezes na área do time alagoano, fizeram ali o nome dos zagueiros, o goleiro muito bem e é claro", completa.

O jornalista afirma que a eliminação palmeirense cria elementos interessantes para o clássico de hoje (12), às 19h, diante do Corinthians, que também ficou pelo caminho na Copa do Brasil, no empate em 0 a 0 com o Atlético-GO após a derrota em casa por 2 a 0. Para Mauro Cezar, se Sylvinho acertar na estratégia de jogo, o Corinthians pode marcar sua recuperação diante do rival, que chega pressionado.

"Eliminação vergonhosa e acho que o Corinthians deve encarar esse jogo como uma possibilidade bem mais interessante se o Sylvinho conseguir encontrar a estratégia adequada. [?] Para quem estava perdendo para o Atlético-GO duas vezes por semana, convenhamos, já é um pouco melhor, um pouco mais tranquilo para o técnico e ele vai encontrando também a maneira de montar a sua equipe dentro do que é possível nesse momento", afirma Mauro.

'Ficou até mais interessante o clássico pela certa dramaticidade que vai ter aí em um jogo em que aquele que for derrotado, o Corinthians voltaria a uma crise porque perder para o Palmeiras de novo vai ser uma coisa complicada, e o Palmeiras se perder para o Corinthians, depois de ser eliminado da Copa do Brasil, para perder para o Corinthians vai ter que jogar mal, provavelmente, e aí as críticas serão mais pesadas e vai chegando o momento em que vai ficando impossível para quem se recusa a sequer avaliar o trabalho do técnico Abel Ferreira e discutir a respeito, tratando como se fosse acima do bem e do mal", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol