PUBLICIDADE
Topo

Futebol

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Juca: Luan segue devendo, ainda não foi uma atuação que o corintiano espera

Do UOL, em São Paulo

03/05/2021 17h20

O Corinthians manteve a escrita de não perder para o São Paulo nos clássicos disputados em sua arena, embora tenha sofrido o empate nos minutos finais quando vencia por 2 a 1, no duelo pelo Paulistão, com o camisa 7 Luan tendo marcado o primeiro gol com o time atrás no placar, além de participar da jogada do segundo gol, com o passe para o cruzamento que resultou na finalização de Gustavo Silva, o Mosquito.

No podcast Posse de Bola #122, Juca Kfouri analisa a atuação de Luan e responde se o jogador deu mostras de recuperação ao marcar diante de um rival e ter participação em momentos importantes do Corinthians, como no segundo gol. Ele também comenta as mudanças promovidas por Vagner Mancini.

"Quanto ao novo jeito de jogar do Corinthians, se é que será de fato um novo jeito, eu confesso que de cara, quando vi a escalação, achei uma atitude temerária do Mancini, experimentar pela primeira vez jogar com três zagueiros em um clássico, eu achei temerário. Hoje você pode dizer, depois que deu certo, que foi uma atitude corajosa, como foi corajoso não escalar o Gil entre os três zagueiros, optar pelo Jemerson, como foi corajoso barrar o Fábio Santos e botar o Piton", diz Juca.

"Ainda mais porque o Piton foi fundamental para o golaço do Luan, mas veja, ressurreição do Luan com um gol extraordinário, um gol do Luan do Grêmio, até porque recebendo o passe do Ramiro, mas do mesmo Luan que perdeu um segundo gol que a minha avó faria, debaixo da trave ele fura o cruzamento do Caue. Então, eu acho muito apressado dizer que o Luan ressurgiu, acho muito apressado. Acho que o Luan segue devendo muitíssimo, não foi ainda uma atuação de Luan como o corintiano espera", completa.

O jornalista afirma que, embora o Corinthians tenha ficado invicto nos clássicos na primeira fase do Campeonato Paulista, com vitória sobre o Santos e os empates com Palmeiras e São Paulo, diante do time de Hernán Crespo, a sensação do torcedor corintiano é de frustração.

"Até agora não perdeu nenhum, empatou com o Palmeiras, ganhou do Santos e empatou com o São Paulo pelos mesmos 2 a 2 que empatou com o Palmeiras, mas se o empate com o Palmeiras teve um sabor de vitória porque vindo de uma derrota de 2 a 0, ontem a minha sensação e até porque o Corinthians jogou melhor que o São Paulo, foi São Paulo misto, a minha sensação é uma sensação de frustração", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol