PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca: Fluminense é a maior surpresa entre os brasileiros na Libertadores

Do UOL, em São Paulo

01/05/2021 04h00

O Fluminense pegou um grupo difícil na Libertadores, mas conseguiu um bom início na competição, ao empatar no Maracanã com o River Plate e vencer na Colômbia o Independiente Santa Fe para dividir a liderança com a equipe argentina na corrida pela classificação para as oitavas de final, com Roger Machado, que por duas vezes dirigiu equipes que tiveram a melhor campanha da primeira fase no Atlético-MG e no Palmeiras.

No podcast Posse de Bola #121, Juca Kfouri destaca a forma como Roger tem mostrado a capacidade de armar sua equipe de forma diferente do que fez em parte de seus trabalhos anteriores. Além de considerar que o Fluminense é a maior surpresa entre os brasileiros na fase de grupos da Libertadores.

"O Fluminense, o que está mais me agradando, é ver a capacidade do Roger em trabalhar de uma maneira diferente da que ele estava acostumado a trabalhar com os outros times que dirigiu. Eis que o Roger montou um time reativo. Para mim, a marca registrada do Roger era o Grêmio, era um Grêmio que depois o Renato desenvolveu", afirma Juca.

"Eu estou gostando muito do Fluminense. Vi com muito agrado a atuação do Fluminense contra o Santa Fe. É, para mim, a maior surpresa dos brasileiros nessa Libertadores, e é surpresa positiva, enquanto o Atlético-MG é decepcionante", completa.

O jornalista cita os resultados obtidos pelo clube tricolor no Campeonato Carioca e na Libertadores, além de elogiar os jovens Kayky e Luiz Henrique, que têm atuado no time de Roger Machado.

"É impressionante o que o Fluminense está sendo competente para conseguir os resultados que tem conseguido, tanto no estadual como na Libertadores. Esse menino Kayky, se der uma amadurecida, vai longe. Ele precisa parar de reclamar de arbitragem, precisa parar de simular pênalti, mas você vê que ele é habilidosíssimo. Esse Luiz Henrique também é um jogador interessante", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol