PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: Grupo do Fluminense é acessível, não precisa avançar em primeiro

Do UOL, em São Paulo

21/04/2021 04h00

O Fluminense estreia amanhã na Libertadores em seu retorno à competição após oito anos e disputa um grupo que está entre os mais difíceis da competição, tendo como adversário de estreia o River Plate, além dos colombianos Independiente Santa Fe e Junior Barranquilla.

No podcast Posse de Bola #118, Mauro Cezar Pereira analisa os reforços que chegaram ao tricolor carioca às vésperas do início da Libertadores e as chances do time comandado por Roger Machado na fase de grupos, lembrando que avançam dois clubes para as oitavas de final.

"O Fluminense fez um pacotão de reforços aí, muitos jogadores já mais veteranos, eu achei no mínimo questionável aí essa ida ao mercado, mas de qualquer forma encorpou mais o elenco. Eu acho que o grupo do Fluminense é um grupo acessível, são duas vagas, ele não precisa chegar na frente do River Plate, se o River fizer aquilo que dele se espera, que é liderar a chave, o Fluminense pode muito bem se classificar em segundo", diz Mauro Cezar.

"A estreia é em casa contra o River, claro que é o adversário mais difícil, mas é um jogo em que se o Fluminense empatar com o River Plate também não é nenhuma situação desesperadora, acho que dá para o Fluminense buscar a classificação dentro da sua chave, tendo a consciência de que ser o primeiro colocado não pode ser a prioridade, não pode ser uma obsessão e sim que importante é classificar, é avançar", completa.

O jornalista destaca que o elenco do Fluminense conta com alguns jogadores veteranos e o técnico Roger Machado terá de rodar algumas peças na temporada devido à idade de alguns dos jogadores.

"Ele vai ter que revezar bastante os jogadores, já tem uma questão ali do Fred com o Nenê, que é sempre complicado quando não tem a bola, porque o Fred nem saída de bola marca, o Fred fica ali para finalizar, o Nenê já é um jogador que está caminhando para os 40 de idade, então vai ter que ter uma mescla bem feita ali, lidando com alguns egos eventualmente, diz Mauro Cezar.

"O Fluminense tem uma chave que não é simples, mas não acho que seja a mais difícil, não. A gente fica preocupado que tem o River Plate, mas tudo bem, tem duas vagas, se os outros dois não são tão ameaçadores assim, então ok, o grupo é acessível", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol