PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: Vasco cumpriu sua missão e o Flamengo pagou por esnobar o clássico

Do UOL, em São Paulo

16/04/2021 19h21

Dias depois de conquistar o bicampeonato da Supercopa do Brasil, o Flamengo foi derrotado pelo Vasco no clássico disputado ontem (15) no Maracanã e viu o rival encerrar um jejum de 17 jogos sem vitórias no confronto ao fazer 3 a 1, sendo que o gol rubro-negro só saiu já nos acréscimos, com o jogo praticamente definido.

No podcast Posse de Bola #117, Mauro Cezar Pereira afirma que o Vasco soube fazer bem o seu papel e cumpriu sua missão no estadual, considerando que a meta principal do clube cruzmaltino é o acesso à Série A do Campeonato Brasileiro, enquanto o Flamengo acabou punido pela soberba.

"Clássico sempre se respeita, coisa que o Flamengo ontem não fez, o Flamengo ontem debochou do clássico, o Flamengo ontem esnobou o clássico, e o clássico se respeita em qualquer lugar do mundo, qualquer clássico, pode ser Milan e Inter, pode ser Torino e Juventus, o Torino se apequenou e a Juventus continua gigantesca. Se não respeitar, vai perder para o Torino. Funciona assim. Não importa que o Vasco está na segunda divisão, o Vasco joga, é o jogo" diz Mauro Cezar.

"Veja a situação do Vasco da Gama, dificilmente se classificará no Carioca para a fase decisiva, tem a Série B para começar. Se não vence o Flamengo, termina o campeonato com a seguinte sensação, 'que campeonato horroroso, nós nem disputamos entre os quatro finalistas, perdemos para o Flamengo'. Não, 'ganhamos do Flamengo e ganhamos bem'. O Vasco cumpriu a missão dele, não precisa se classificar mais, o Marcelo Cabo já ganhou, digamos, uma couraça protetora para começar o campeonato, o Vasco jogou a sua decisão e o Flamengo jogou esnobe, soberbo e arrogante", completa.

Além de criticar a postura do Flamengo, o jornalista afirma que o técnico Rogério Ceni também errou, mas que o clássico era o jogo mais indicado para testes visando a estreia na Libertadores diante do Vélez Sarsfield, na próxima semana, já que o time não poderá contar com o zagueiro Rodrigo Caio, suspenso pela expulsão contra o Racing na edição passada.

"O Flamengo foi soberbo, o Rogério errou, óbvio que errou, mas se você observar, vamos lá, Bruno Viana, nos jogos do Carioca que ele andou jogando, sem ser muito exigido, essa mesma 'Fla mimimi' que reclama de tudo, falava 'Bruno Viana tem que jogar, o Rogério Ceni tem que botar o Bruno Viana e o Rodrigo Caio ou sei lá mais quem, ele tem que jogar'. Ele nem havia sido exigido. Não estamos aqui dizendo que ele não serve, muito pelo contrário, mas o rapaz não havia sequer apresentado uma quantidade de jogos minimamente difíceis que o credenciassem para ser um titular absoluto, mas já estava eleito. Pela implicância com Léo Pereira e Gustavo Henrique", diz Mauro.

"Ele escalou o Bruno Viana. Por que com o Arão? Porque o Rodrigo Caio não joga terça-feira, está suspenso na Libertadores pela expulsão contra o Racing. Vai testar a zaga da Libertadores contra quem, contra o Macaé ou contra o Vasco? Contra o Vasco, porque o Vasco vai incomodar. Mesmo estando mal no campeonato, abaixo da Portuguesa e do Volta Redonda, é o Vasco, vai ter lá o Cano para dar trabalho na hora que pintar uma bola, e ele guardou a dele, vai ter lá o Morato, alguns jogadores que vão incomodar. Tem jogadores com mais qualidade e tem a camisa, tem esse espírito. O jogo para testar é esse", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol