PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro: Atlético-MG tem elenco desequilibrado, Cuca terá de equilibrá-lo

Do UOL, em São Paulo

14/04/2021 04h00

O Atlético-MG reforçado para a temporada 2021 acabou derrotado no clássico diante do Cruzeiro, rival que vive um momento bem mais difícil, tendo como objetivo a volta à primeira divisão nacional e contando com um elenco modesto sob o comando de Felipe Conceição.

No podcast Posse de Bola #116, Mauro Cezar Pereira afirma que, apesar da qualidade dos jogadores do elenco atleticano, um problema que Cuca tem a resolver é o fato de haver um desequilíbrio em relação às peças de cada setor, considerando também que as contratações para a montagem do grupo de jogadores foram feitas em momentos diferentes e por dirigentes distintos.

"É um time formado de uma forma muito confusa, os jogadores vão chegando, contratados por diferentes pessoas, com diferentes treinadores, diferente presidente, diferente diretor de futebol, tudo mudou, então jogadores que ficaram lá, tem jogador contratado antes do Sampaoli pelo Alexandre Mattos, tem jogador contratado a pedido do Sampaoli, que meteu o pé, tem jogador a pedido do Cuca, tem jogador que o Rodrigo Caetano contratou, tem jogador, é uma salada", diz Mauro Cezar.

"O elenco é muito desequilibrado e algumas contratações, como a do Hulk, vejamos aí o que o Hulk vai apresentar mais adiante, eu vejo muito mais com o nome do que qualquer outra coisa, porque você pega o Hulk veterano, os números dele na China nos últimos tempos não eram nada brilhantes. Por que você contrata o Hulk? Me parece muito mais uma ação de marketing do que algo mirando um jogador que possa ser decisivo, é quase um tiro no escuro, você não sabe se está bem o cara", completa.

O jornalista vê semelhanças na forma como o Atlético-MG montou seu time atual com alguns momentos do Fluminense no período em que o clube tinha parceria com a Unimed, antes de conseguir montar o elenco que conquistou dois títulos brasileiros em 2010 e 2012.

"Às vezes me lembra um pouco aquelas contratações do Fluminense da Unimed, que contratavam muito sem critério inúmeras vezes. Quando o Fluminense conseguiu minimamente com o seu patrocinador da época contratar para posições, montou o time que quase ganhou a Libertadores ganhou dois Brasileiros, ganhou uma Copa do Brasil, mas muitas vezes o Fluminense tinha um time totalmente desequilibrado, o Atlético-MG tem um elenco, me parece, desequilibrado e o Cuca vai ter que equilibrá-lo, encontrar soluções ali dentro", diz Mauro Cezar.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol