PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Arnaldo: Cuca foi bem com elencos mais enxutos, esse Galo é a antítese

Do UOL, em São Paulo

14/04/2021 04h00

O Atlético-MG sofreu diante do Cruzeiro a sua segunda derrota da temporada pelo Campeonato Mineiro e o técnico Cuca pediu um período de dez dias para poder ajustar sua equipe e dar um padrão de jogo, após o clássico do último domingo (11), no Mineirão.

No podcast Posse de Bola #116, Arnaldo Ribeiro cita que o período pedido por Cuca coincide com a estreia do Atlético-MG na Libertadores e tem dúvidas se o técnico pode se sair bem com um elenco tão farto, enquanto tem um histórico de bons trabalhos contando com elencos mais enxutos.

"Para mim essa é a grande incógnita desse Atlético-MG com o Cuca no comando. Os bons trabalhos, e são vários do Cuca, foram, se vocês repararem, mais em times com elencos curtos, em que ele tira o máximo, do que em elencos renomados, com milhões de opções", diz Arnaldo.

"O Tchê Tchê é um ótimo exemplo. Ele já foi contratado, um jogador, um dos preferidos do Cuca, já foi contratado, já se apresentou e já foi titular absoluto no clássico. Porque o Tchê Tchê é aquele jogador que joga em diversas funções, você pode mudar um ou outro e ele se adaptar à função", completa.

O jornalista cita, além da quantidade de opções no elenco as situações que o técnico precisa lidar, como o atacante Hulk na reserva após ter sido contratado como um dos principais reforços para a temporada.

"Hoje ele tem, talvez, em todos os trabalhos dele, o elenco mais fértil em opções, e às vezes, excesso em relação ao Cuca não é exatamente a especialidade. Ele vai ter que lidar com coisas, o Hulk na reserva é uma questão, o Tardelli está se recuperando agora, daqui a pouco está à disposição, o Vargas está ficando no banco ou não, então tem muita coisa ali para ele", diz Arnaldo.

"A minha dúvida é se com um time com excesso de boas opções ele vai conseguir tirar o melhor dele, não acho que seja a receita melhor do Cuca nos seus últimos trabalhos, ele foi melhor quando teve elencos mais enxutos, mais curtos para trabalhar, esse Galo é a antítese disso", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol