PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Waldemar Lemos: Teve clube que deixei salário e dinheiro que botei do bolso

Do UOL, em São Paulo

11/04/2021 04h00

Após iniciar sua trajetória como técnico de um clube grande no Flamengo, Waldemar Lemos trabalhou no comando de diversas equipes pelo Brasil, passando por todas as regiões do Brasil e, assim como na Gávea, teve dificuldades para receber salários em vários, chegando a colocar dinheiro do próprio bolso em alguns casos.

Em entrevista a Mauro Cezar Pereira no programa Dividida, do UOL Esporte, o treinador revela que ainda tem dinheiro a receber de clubes pelos quais passou, mesmo estando sem atuar desde a saída do Anápolis, em 2011.

"Tenho ainda clubes, eu nunca peguei moleza, não. O Athletico-PR me pagou, eu como treinador, o Paulista de Jundiaí, o Sport de Recife pagou também, mas tive sempre problemas com isso e eu fui sempre um cara de ver a dificuldade, encarar, e meter a mão no bolso. Fiz muito isso na minha vida, muito", conta Waldemar.

"Teve clube que eu deixei salário e dinheiro que eu botei do meu bolso, teve clube que aconteceu isso e eu, na confiança das pessoas, não coloquei na Justiça. Perdi um dinheirinho legal, mas sempre foi assim, nunca tive moleza, não. Eu te pontuei aí alguns clubes, e o Anápolis sempre cumpriu bem, mas a maioria aí ou a grande maioria foi sempre muita dificuldade e hoje ainda tenho clubes na Justiça ainda", conclui.

O Dividida vai ao ar às quintas-feiras, às 14h, sempre com transmissão em vídeo pela home do UOL e no canal do UOL Esporte no Youtube. Você também pode ouvir o Dividida no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts e Amazon Music.

Futebol