PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca Kfouri: Estou chamando o caso da vaquinha de "os Ingênuos da Fiel"

Do UOL, em São Paulo

11/04/2021 04h00

O Corinthians volta a campo hoje (11) pelo Campeonato Paulista para enfrentar o Guarani, mas fora de campo sua torcida procura o engajamento em buscar formas de aliviar os problemas financeiros vividos pelo clube, como a organização de uma vaquinha para pagar parte da dívida relacionada à Neo Química Arena.

No podcast Posse de Bola #115, Juca Kfouri afirma que a iniciativa é ingênua por premiar a gestão de um presidente que contribuiu para o endividamento do clube nos últimos anos como diretor de futebol, além de ter outras dívidas pessoais que fazem com que o jornalista não tenha confiança de que tudo sairá como os torcedores imaginam.

"Eu estou chamando de os 'Ingênuos da Fiel', para não chamar de otários. Porque é claro, você tem mais condições de ter certeza que você faz uma vaquinha para pagar o estádio e que o dinheiro vá para pagar o estádio. Você faz uma conta vinculada com a Caixa Econômica Federal e você só deposita ali para minimizar a dívida com a instituição bancária", diz Juca.

"Agora, obviamente, isso refresca o outro lado da dívida. Nas mãos de quem? De quem fez a dívida, porque você falou da gestão passada, a gestão passada é a gestão atual e o presidente atual, segundo dados da Receita, deve R$ 45 milhões entre dívidas com a Receita e dívidas trabalhistas, do bingo lá que fechou. E eu fico me perguntando se eu tenho confiança em por dinheiro nessas mãos. E claro que, por mais que seja para pagar o estádio, abro uma outra torneira ali das dívidas que eu fiz", completa.

Em um momento de pandemia e com muitos desempregados no país, Juca recomenda que os torcedores que possam fazer doações optem por uma iniciativa deste tipo e não pagando dívida feita por dirigentes do Corinthians.

"Eu volto a dizer, doe para quem está com fome, tem mil campanhas aí para doações, algumas muito bem-sucedidas, já falamos disso na semana passada. É mais meritório do que pagar dívida de cartola", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol