PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca: É raro ver um Gre-Nal com qualidade técnica, prevalece a guerra

Do UOL, em São Paulo

05/04/2021 18h22

O Grêmio venceu o clássico diante do Internacional, na primeira vez que o técnico espanhol Miguel Ángel Ramírez comandou o clube colorado no clássico gaúcho, na noite de sábado (3), por 1 a 0, em um jogo decidido com um gol após os 40 minutos do segundo tempo, com Léo Chú acertando um chute de longa distância.

No podcast Posse de Bola #114, Juca Kfouri analisa a partida e lamenta que o Gre-Nal muitas vezes fique devendo tecnicamente, enquanto sobram faltas e a disputa acirrada dentro de campo, o que ocorreu novamente em parte do jogo na noite de sábado (3).

"O primeiro tempo do Gre-Nal foi muito ruim. Teve uma chance de gol e, por incrível que pareça, do Inter, que era dominado pelo Grêmio. Agora, alguma coisa indiscutivelmente o Renato Portaluppi tem, porque é uma estrela danada. De novo, quando o Coudet fez seu primeiro Gre-Nal, em 2020, perdeu de 1 a 0 com um gol do Diego Souza nos acréscimos no Beira-Rio. Agora, aos 43, o Léo Chú acerta aquele chute, fez um golaço, mas em um jogo em que o Inter tinha perdido dois gols na cara do goleiro", diz Juca.

"Me enchi tanto de criar expectativas em torno de Grenais e acabar vendo guerra e não futebol e depois, ao ver o jogo, principalmente o segundo tempo, eu falei 'devia ter feito um registro que tinha o Gre-Nal', mas foi um jogo também cheio de faltinhas, de faltonas, interrupções, o jogo não rende, o jogo não anda, é muito chato, é raro você ver um Gre-Nal com qualidade técnica e não é que não haja bons jogadores dentro de campo, porque há dos dois lados, mas prevalece sempre a coisa da guerra, me chateia", completa.

Com nova vitória de Renato Portaluppi diante do maior rival, com sua série invicta quebrada apenas no Campeonato Brasileiro, pelo time colorado então comandado por Abel Braga, Juca afirma que o ex-técnico do Inter deve ter gostado do jogo, já que o time não atuou de forma muito diferente em relação ao seu período de trabalho.

"Eu acho que o Abel Braga se divertiu com o Gre-Nal, porque ele viu o Inter jogando como no tempo dele, muito mais reativo, tentando ganhar o jogo nos contra-ataques, explorando os espaços do Grêmio quando o Grêmio se mandou para buscar a vitória, e não foi capaz. E ele foi, no último Gre-Nal ele ganhou, naquelas circunstâncias todas que a gente sabe, ele ganhou o jogo do Renato Portaluppi", diz Juca.

"Esse deve ter se divertido e já tem uma certa onda em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, 'Volta, Abelão!'. É evidentemente uma precocidade, porque o pobre do Ramírez nem bem começou o trabalho dele ainda, mas seja como for, é uma marca, vamos ver como segue esse 'Gauchinho', se o Inter consegue ainda no 'Gauchinho' derrotar o Grêmio", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol