PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Mauro Cezar: Renato continua não tendo que justificar suas escolhas erradas

Do UOL, em São Paulo

03/04/2021 04h00

O Grêmio apresentou mudanças nos últimos dias, com a rescisão de contrato do goleiro Vanderlei e a indicação de saídas de jogadores como o zagueiro David Braz, o lateral Victor Ferraz e o meia Everton em meio a uma reformulação promovida pelo técnico Renato Portaluppi, que nos últimos anos levou a fama de recuperar jogadores, o que não aconteceu nos casos de parte dos atletas que agora estão de saída.

No podcast Posse de Bola #113, Mauro Cezar Pereira destaca como o treinador gremista não é cobrado pelas apostas que fez e que não deram certo no time, como o caso de Everton, que chegou em troca com o São Paulo pelo atacante Luciano, que se encaixou no time paulista, enquanto o mesmo não ocorreu com o meio-campista.

"É o novo velho Renato, na verdade é mais do mesmo e é aquela coisa, o interessante é que ele continua não tendo que justificar suas escolhas erradas, acaba sendo tratado como se os jogadores, na prática, salvo exceções, poucos apontam o dedo para esse detalhe: você que quis esses jogadores, eles não estavam aqui quando você chegou e agora você está arrumando aqui a casa e dispensando quem não interessa", diz Mauro Cezar.

"Alguns jogadores, o caso do David Braz, já deram retorno, o cara jogou várias partidas pelo Grêmio, era o reserva imediato da zaga, talvez agora seja o momento de partir, ok, mas outros tantos não, o caso do Everton, por exemplo, que foi a troca com o Luciano que o São Paulo se deu bem, o Luciano é um jogador importante hoje no São Paulo, já há algum tempo, e o Everton já foi um erro do São Paulo quando contratou naquele momento por conta do histórico de lesões", completa.

O jornalista volta a destacar a mudança de opinião do presidente Romildo Bolzan em relação ao lateral Rafinha, que era desejado por Renato e foi contratado dias depois de o dirigente ter afirmado que não fecharia com o jogador.

?A mudança de posição do Romildo Bolzan chamou muito a atenção. Em dado momento, 'não queremos o Rafinha, porque é um jogador de 35 anos e tal', de uma hora para a outra, 'teremos o Rafinha'. Não deu para entender ali como o Renato fez ele mudar de ideia tão rapidamente", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol