PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca: Não me parece que venhamos a ter uma nova academia com Abel Ferreira

Do UOL, em São Paulo

03/03/2021 04h00

O Palmeiras tentará no domingo o seu terceiro título na temporada, com a vantagem de precisar de apenas um empate com o Grêmio no Allianz Parque para ser campeão pela quarta vez na Copa do Brasil, após ter vencido em Porto Alegre. Mas o futebol jogado até o momento pelo time comandado pelo técnico Abel Ferreira segue com base em uma defesa forte e jogadas em velocidade nos contra-ataques.

No podcast Posse de Bola #104, Juca Kfouri analisa o trabalho do técnico, cita os times anteriores comandados por ele e a aproximação com Luiz Felipe Scolari para concluir que o time palmeirense não deverá ter um futebol ofensivo, como se esperava a partir de 2019, quando o Palmeiras chegou a buscar Jorge Sampaoli e acabou fechando com Vanderlei Luxemburgo.

"É claro que você tem a justificativa/desculpa do Abel que ainda está há muito pouco tempo no Palmeiras, ele já chegou tendo que decidir, ganhar títulos e tudo, então, digamos, estamos vendo a face pragmática dele. Mas parece, até pelo que a gente tem de informação pelos times em que ele já trabalhou, que esse é o futebol de que ele mais gosta. Estava lendo da proximidade dele, de aqui no Brasil do Felipão, de quem ele foi jogador na seleção portuguesa. E realmente, se ele tem se aconselhado com o Felipão, esse é o futebol, esse é o futebol competitivo que o Felipão aplaudirá", diz Juca.

"De fato, não me parece que venhamos a ter uma nova Academia palmeirense sob o comando dele. Aí você poderá dizer 'bom, mas então o Palmeiras não estará conseguindo aquilo que objetivava ao trocar o Luxemburgo por ele', porque o palmeirense estava querendo alguma coisa além dos títulos, estava querendo o futebol bonito. O Luxemburgo não deu exatamente um título que você possa se orgulhar e, ao que tudo indica, do Luxemburgo já não se tira mais nada, nem futebol bonito, que foi uma coisa que o caracterizou lá atrás, nem futebol competitivo", completa.

O jornalista acredita que o time palmeirense seguirá competitivo e brigando por títulos, mas sem apresentar um futebol que seja vistoso.

"Eu te diria que não espero muita coisa mais do ponto de vista estético, mas espero que o Palmeiras continue a ser um time que dispute todos os títulos que esteja jogando, ao que tudo indica, teremos um Palmeiras forte na temporada de 2021", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol