PUBLICIDADE
Topo

Futebol

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Juca: Lamento que um dos atos do novo presidente do Vasco seja uma euricada

Do UOL, em São Paulo

27/02/2021 04h00

O Campeonato Brasileiro se encerrou na última quinta-feira com o rebaixamento do Vasco pela quarta vez para a Série B, mas ainda existe uma pendência no STJD com o pedido do clube cruzmaltino da partida contra o Internacional devido ao problema que não permitiu ao VAR a conferência com as linhas de impedimento no gol marcado por Rodrigo Dourado.

No podcast Posse de Bola #103, Juca Kfouri cita a boa impressão que tem do presidente vascaíno Jorge Salgado, que recém-assumiu o clube, mas lamenta que uma das primeiras grandes atitudes do mandatário seja uma tentativa de levar a competição nacional para o tapetão.

"Eu não nego, embora há anos não fale com ele, estou com muita esperança no que possa ser a dificílima gestão de Jorge Salgado à frente do Vasco. O conheci antes da Copa de 1990, fiquei com uma impressão muito boa dele, e de lá para cá, nas poucas vezes em que nos vimos e conversamos, mantive essa boa impressão", afirma Juca.

"Eu entendo da necessidade que dirigente de futebol e note que eu não vou chamá-lo de cartola, pelo menos por enquanto, dirigente de futebol tem em dar satisfação para o seu torcedor e tudo mais, mas eu lamento que um dos primeiros atos mais fortes do Jorge Salgado como presidente do Vasco seja uma euricada", completa, usando o termo em referência a Eurico Miranda, ex-presidente do clube.

Juca afirma que não tem nenhum sentido o pedido de anulação da partida por um supor to erro de arbitragem, mas cita o histórico do STJD para ver com desconfiança o que possa vir a ser decidido nos tribunais, ainda mais com a definição do vice-campeonato para o Internacional, a outra parte interessada no jogo.

"Não tem o menor sentido a anulação do jogo, agora, estamos falando do tribunal de Justiça esportiva, que tem um passado absolutamente tétrico, de resolver manter times grandes no campeonato, como já fizeram em 1999, tentando tirar o Gama para manter o Botafogo, como fizeram contra a Portuguesa para manter o Fluminense e por aí afora", afirma Juca.

"Ainda mais que para o Inter tanto faz como tanto fez a anulação do jogo, é capaz de eles acharem um jeito, é o que o Vasco aposta. Honestamente, por pior que seja, e é péssima a nossa Justiça esportiva, eu não acredito que eles tenham coragem de levar isso adiante, porque será a desmoralização completa", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter).

A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Google Podcasts, Amazon Music e Youtube --neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Futebol