PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Dividida

Mauro Cezar Pereira entrevista personagens de destaque do universo esportivo


Dividida: Esse formato de programa de futebol na TV fechada acabou, diz Benja

Do UOL, em São Paulo

18/02/2021 14h51

Na estreia do programa Dividida, com Mauro Cezar Pereira, no UOL Esporte, Benjamin Back, que comanda atualmente o Arena SBT, fala sobre sua carreira, o sucesso no Fox Sports, a saída da emissora, e a ida para a TV aberta, além de analisar o momento dos programas de futebol na televisão fechada, considerando que o formato atual está fadado a desaparecer nos próximos anos.

Benja espera para os próximos anos o crescimento do streaming com a compra de direitos de transmissão para a venda por assinatura e a redução do espaço para programas sobre futebol na TV, já considerando que ocorre atualmente uma transição para a nova realidade.

"Esses grandes canais de esporte em TV a cabo, eles não vão mais querer programas de futebol, o grande desejo deles é o streaming, são as plataformas onde eles vão ter os direitos de campeonato e negociar, vender e quem quiser assistir na emissora A, B ou C, vai pagar por mês. Então é por isso que eu acho que eles não ligam mais para isso, por isso que eles não estão ligando para programa de futebol, porque mais dois ou três anos, no máximo, não vai ter mais nenhum aí em TV a cabo", diz Benja.

"Não está com os dias contados, esse formato acabou. Esse formato acabou. Ele resiste na TV a cabo ainda, na TV fechada ele resiste, mas sobrevivendo por aparelhos. Eu acho, é a minha visão, não sou o dono da verdade", completa.

TV está transformando o futebol em um produto chato

O apresentador afirma que o futebol na televisão está sendo transformado em um produto chato, com o uso de termos e a abordagem de assuntos que o público em geral não assimila, o que faz com que o público interessado migre para outras plataformas no momento de se informar sobre um jogo, o clube pelo qual torce e o futebol em geral.

"Eu vejo hoje uma influência muito negativa da mídia esportiva no que está acontecendo no futebol. Eu acho que uma grande parte da mídia está distorcendo o que é o futebol, eles estão transformando o futebol em um produto chato, em um produto modorrento, parece programa de economia, entendeu? Na minha opinião, às vezes o cara fala assim 'pô, o futebol está chato para caramba, treinador, jogador', eu falo 'não, velho, é a mídia. É a mídia'. Você liga em programa de futebol, outro dia eu vejo 40 minutos discutindo balanço, cara, gráficos e usando termos que a maioria das pessoas não consegue entender, para quê isso?", afirma o apresentador.

"Estão transformando os programas de futebol em coisa que as gerações que estão vindo aí não querem saber, não querem saber. Você pode ter um nicho específico, mas isso não é futebol. Cara, tem cara comentando o futebol, que eu pego o Google para entender o que o cara está falando. O cara está construindo um foguete na Nasa, falando de física quântica ou está falando de futebol?", completa.

Influência do Fox Sports Rádio em outros programas da TV fechada

O programa Fox Sports Rádio, que estreou em 2012 e foi encerrado em janeiro deste ano, teve um grande sucesso de audiência na TV por assinatura, dominando o horário do almoço com um debate descontraído sobre futebol, além de momentos mais acalorados entre os jornalistas. Benja afirma que notou a forma despojada do programa influenciar na apresentação da concorrência.

"Eu encontrava jornalistas de outras emissoras de TV e falavam, falaram várias vezes para mim, 'olha, não tem mais o que fazer, a gente já mudou nome de programa, mudou cenário, mudou o comentarista, mas ninguém consegue, não dá, vocês têm uma química que é uma coisa muito forte'. Por exemplo, quando eu entrei, Mauro, para você ter ideia, eu falei para o Edu Zebini 'olha, não me põe camisa para fazer programa na hora do almoço, não, que eu não vou. O máximo que eu uso é uma camisa polo. É descontraído, eu não vou botar terno, não vou botar blazer, não vou botar camisa, não vou botar sapato. É calça jeans, tênis e camisa polo", afirma o apresentador.

"Depois, muita gente foi mudando. A gente muda no canal e os caras não estão mais de camisa, mas tem coisas que você não consegue imitar. Você pode tentar usar uma fórmula, mas os ingredientes é que fazem o negócio. A pizza é a pizza, agora, tem o cara que consegue fazer um molho lá que ninguém consegue fazer. Então, vou te falar, foi demais, cara. É um trabalho inesquecível, é um programa que ficou na memória, é uma pena que os caras acabaram com tudo isso, mas ficou na memória. Acabou no auge", conclui.

Na entrevista conduzida por Mauro Cezar, Benja também fala sobre como conseguiu uma entrevista exclusiva com Jorge Jesus na TV, a polêmica que se deu com o programa no qual entrevistou Robinho, a saída do Fox Sports, a ida para o SBT e a briga com Neto.

Dividida, com Mauro Cezar Pereira

O Dividida vai ao ar às quintas-feiras, às 14h, sempre com transmissão pela home do UOL e no canal do UOL Esporte no Youtube.

O programa também pode ser conferido nos principais agregadores de podcasts. Você pode ouvir, por exemplo, no Spotify, Apple Podcasts, Amazon Music e Youtube, neste último, também em vídeo. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.