PUBLICIDADE
Topo

Podcast

Posse de Bola

Programa semanal de futebol com Juca Kfouri, Mauro Cezar Pereira, Arnaldo Ribeiro e Eduardo Tironi


Posse de Bola #82: Corinthians bate São Paulo, Fla goleia e Brasileiro embola

Do UOL, em São Paulo

14/12/2020 16h17

A 25ª rodada do Campeonato Brasileiro teve a vitória do Corinthians diante do São Paulo na Neo Química Arena, quebrando a série invicta do time comandado por Fernando Diniz e possibilitando a queda na vantagem para os concorrentes do líder na disputa pelo título, considerando a goleada do Flamengo sobre o Santos, e as vitórias de Atlético-MG e Palmeiras sobre Athletico-PR e Bahia, respectivamente.

No podcast Posse de Bola #82, os jornalistas Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi, Juca Kfouri e Mauro Cezar Pereira analisam as consequências da vitória corintiana sobre o São Paulo, erros e acertos da partida, e ainda a goleada do Flamengo sobre os reservas do Santos, a negociação de Diego Alves, o confronto entre Palmeiras e Libertad na Libertadores, o clássico entre Vasco e Fluminense, o sorteio da Liga dos Campeões que colocou frente a frente o Barcelona de Messi e o Paris Saint-Germain de Neymar, e os indicados a melhor do mundo pela Fifa.

Em análise sobre as atuações no clássico paulista, Juca critica a apatia do time são-paulino e aponta um erro de estratégia ao utilizar o time principal, mas não conseguir explorar o melhor desempenho de seus jogadores, tendo pela frente um confronto direto com o Atlético-MG.

"Fiquei sem entender por que o São Paulo entrou tão apático lá em Itaquera. Porque se era para fazer um jogo cauteloso, evitar cartões amarelos para não ter desfalques contra o Galo, talvez fosse melhor ter poupado alguns jogadores pelo menos, que estavam pendurados, para ter um time mais aguerrido", diz Juca.

"Acho que o São Paulo falhou na sua estratégia, porque acabou indo com o time titular, ou seja, dividiu responsabilidades, talvez fosse jogo para deixar toda a responsabilidade nos pés do Corinthians, e perdeu de 1 a 0 e que dê graças a Deus por ter sido de 1 a 0, porque era para ter sido no mínimo 3, o Léo Natel perdeu dois gols que não se perde, o Ramiro perdeu outro e o Luan perdeu mais um, podia ter sido não uma goleada, mas três podia mesmo ter acontecido, e aí abalaria demais o São Paulo", completa.

Arnaldo Ribeiro também afirma que a estratégia do São Paulo para o clássico não foi boa e considera que a forma como o Corinthians se portou em campo na partida era previsível e o time de Diniz não conseguiu fazer a leitura correta.

"Intervalo maior do Corinthians, o fato de o Corinthians jogar algumas partidas de forma especial até o final do ano, o fato de o Vagner Mancini conhecer muito bem o Diniz e o São Paulo, estava na cara o que iria acontecer, estava mais na cara ainda quando o Corinthians perdeu o Jô expulso contra o Fortaleza. Como o Corinthians jogaria até eu sabia", diz Arnaldo.

"Mesmo com jogadores pendurados poderia ter feito outra coisa e o São Paulo foi para o jogo mais ou menos como foi para a partida contra o Vasco no Morumbi. Depois de uma sequência muito forte, é natural um relaxamento. Foi mais ou menos o contexto com o Vasco no Morumbi, que o São Paulo acabou empatando, só que o Corinthians é bem mais forte que o Vasco, e o São Paulo perdeu com méritos, méritos todos do Corinthians", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.