PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo Ribeiro: "VAR amplifica o debate raso, amplifica a interpretação"

Do UOL, em São Paulo

02/12/2020 04h00

Nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro, a arbitragem esteve no centro das discussões com marcações questionadas e polêmicas em relação ao uso do VAR, que já teve vários episódios na edição atual, com erro na linha usada para a marcação de impedimento e gol que foi anulado após o juiz ter permitido o reinício da partida.

No podcast Posse de Bola #78, Arnaldo Ribeiro volta a fazer críticas ao VAR e diz que o recurso de vídeo deu mais protagonismo à arbitragem e fez com que as marcações passassem a ter mais análise do que o próprio jogo de futebol.

"A questão do VAR amplifica isso tudo, o VAR amplifica o debate raso, essa é a questão. O VAR amplifica o futebol via arbitragem, o VAR amplifica interpretação, o VAR veio para nos ferrar e acho que isso estava tão claro que para mim. Hoje não precisa mais ter comentarista de futebol, é só ter analista de arbitragem na transmissão", diz Arnaldo.

"Não precisa, porque o jogo, e é transmitido para o torcedor dessa forma e o torcedor capitaliza ou assimila uma partida de futebol via 'erro' ou 'acerto' do VAR a favor das coisas. De novo, a melhor impressão para qualquer lance de futebol é da pessoa que está no campo. Raríssimas exceções, se a bola entrou ou não, uma coisinha ou outra, lance interpretativo é para quem está no campo, para o auxiliar, para o árbitro e tal", completa.

Arnaldo afirma que os próprios comentaristas de arbitragem eram melhores quando atuavam em campo do que na TV, o que Juca Kfouri discorda, assim como afirma que em outros momentos, antes do uso do VAR, já se discutia os erros de arbitragem.

"Aí nós vamos discordar, eu acho, por exemplo, que o Sálvio é muito melhor comentarista do que foi árbitro. Esse, Sandro Meira Ricci é tão ruim numa coisa como foi na outra, é gozado, ele comentando você fala 'aí está justificado todos os erros que ele cometeu dentro de campo', porque ele comentando fora, está na cara o que está acontecendo, e ele não vê", diz Juca.

"E outra coisa que eu discordo, Arnaldo, é que não se discute hoje mais arbitragem do que se discutia quando não tinha VAR. Quantas vezes a gente não se pegou dizendo 'vamos falar do jogo e não da arbitragem'?", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol