PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo Ribeiro: "A campanha do São Paulo no Brasileirão não é por acaso"

Do UOL, em São Paulo

02/12/2020 04h00

O São Paulo superou eliminações no Campeonato Paulista, na Libertadores e na Copa Sul-Americana, manteve o técnico Fernando Diniz e pode assumir amanhã a liderança do Campeonato Brasileiro caso vença a partida contra o Goiás, além de estar nas semifinais da Copa do Brasil.

No podcast Posse de Bola #78, Arnaldo Ribeiro diz que a ausência do torcedor no Morumbi devido à pandemia ajudou a amenizar a pressão e manter Fernando Diniz no cargo de técnico do time após as eliminações e hoje o time consegue colher os frutos com uma invencibilidade que, em sua análise, não é por acaso.

"Não que a torcida do São Paulo faça mal ao time, pelo contrário, a gente viu a manifestação mesmo fora do estádio contra o Flamengo, a manifestação no embarque do time para o Rio de Janeiro, também no primeiro confronto com o Flamengo, mas a questão, digamos, da estratégia Diniz, da loucura irracional do Diniz em campo e das eliminações nos torneios menos importantes, Sul-Americana, Paulista e também a vexatória na fase de grupos da Libertadores", diz Arnaldo.

"Elas não foram implacavelmente marcadas e taxadas pela torcida no estádio. Isso poderia ter custado a cabeça do técnico do São Paulo. Teria custado, teoricamente. São coisas curiosas, que conspiraram para esse momento", completa.

Arnaldo também chama a atenção para os pênaltis que são marcados contra o São Paulo e nos quais as cobranças não entram, com chutes para fora, na trave ou defesas do goleiro Tiago Volpi, e aponta as vitórias sobre Palmeiras e Flamengo fora de casa para dizer que o time faz por merecer a briga pela liderança no Brasileirão.

"Um time que está 14 partidas invictas, só perdeu duas no campeonato, e faz o campeonato que faz, não é por acaso, poderia se fosse um recorte menor, você poderia até falar, e que venceu com autoridade no Brasileiro dois dos principais concorrentes, o Flamengo e o Palmeiras nas casas de Flamengo e Palmeiras, não é por acaso, a campanha do São Paulo não é por acaso”, afirma Arnaldo.

"É curioso, o São Paulo teve muitos pênaltis contra no campeonato, mas nenhum entrou, vários, dois contra o Bragantino, dois contra o Flamengo, contra o Bahia no primeiro turno no Morumbi, que o Volpi pegou o pênalti do Gilberto, também foi polêmico esse pênalti, marcado para o Bahia, e o Gilberto perdeu, então tem esse enredo todo”, conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol