PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Arnaldo: "CBF em 2020 reconheceu dois erros crassos em jogos do São Paulo"

Do UOL, em São Paulo

27/11/2020 18h04

Em um comunicado no qual anunciou que não tentará a anulação do jogo com o Ceará após a anulação de um gol pelo VAR depois que o jogo havia sido reiniciado, o São Paulo citou erros de arbitragem com o uso da tecnologia, pedindo uma revisão na aplicação, se dizendo prejudicado em três lances específicos, contra o Atlético-MG e contra o Corinthians, além do jogo da última quarta-feira.

No podcast Posse de Bola #77, Arnaldo Ribeiro explica o que levou o São Paulo a decidir por não recorrer, apontando erros anteriores já admitidos pela CBF e a preocupação com a sequência da temporada, com rodadas do Campeonato Brasileiro e a Copa do Brasil.

"São algumas coisas na decisão de não recorrer, a primeira, ficar com uma imagem de não tentar melar o campeonato, ficar com uma imagem de não tapetão, coisa que outros clubes fizeram em outros tempos e tudo mais, esse é um ponto. O segundo ponto, como todos, pensar no amanhã. Tem mais 18 rodadas do Brasileiro, tem semifinal de Copa do Brasil, tem um monte de coisa pela frente", diz Arnaldo.

"E o que acontece no ontem, é que a CBF na temporada 2020 reconheceu dois erros crassos envolvendo jogos do São Paulo. Então esse passivo está lá e o São Paulo sabe disso. A estratégia do São Paulo está lá, a CBF, que tem na presidência um conselheiro do São Paulo", completa.

Mauro Cezar Pereira afirma que há uma vitimização do São Paulo e questiona os motivos de a CBF só haver reconhecido os erros cometidos nas partidas em que o clube paulista foi prejudicado, inclusive deixando de apontar um pênalti não marcado para o próprio Atlético-MG no jogo em que o time de Sampaoli venceu por 3 a 0, com o clube paulista tendo um gol mal anulado com o uso do VAR.

"Por que será que ela [CBF] só reconhece erros contra o São Paulo? Uma pergunta pertinente no contexto, eu queria entender também. Não teve erro contra ninguém no campeonato, só contra o São Paulo? E ela só reconhece porque o São Paulo, porque será? Não estou insinuando nada, estou perguntando, por que será? Por que ela não admitiu que não houve pênalti a favor do Atlético-MG não marcado, porque ela não admitiu no Grêmio e São Paulo, que o Grêmio tanto contestou?", questiona Mauro.

"A vitimização do São Paulo não dá, nem ver o São Paulo como bonzinho, não tem bonzinho na história. E antes que algum cara fale 'tu é Flamengo', o Landim também, o pessoal do Flamengo, aquela patacoada de tentar trocar o árbitro do jogo na Copa do Brasil é ridículo também, não existe isso, argumento fraco, nada a ver, tomou 3 a 0", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol