PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro: "Garotos que Renato havia deixado de lado agora brilham no Grêmio"

Do UOL, em São Paulo

18/11/2020 04h00

Após um início ruim no Campeonato Brasileiro, chegando a ocupar as últimas posições e acumulando empates, o Grêmio conseguiu cumprir a promessa do técnico Renato Portaluppi, de que iria decolar, e já aparece na sétima colocação, a apenas três pontos do G4 e com um jogo a atrasado, além de poder se garantir hoje nas semifinais da Copa do Brasil no confronto com o Cuiabá.

No podcast Posse de Bola #74, Mauro Cezar Pereira destaca que a melhora do Grêmio se dá com o uso dos garotos da base do clube tricolor e pondera que no início do ano eles foram preteridos por jogadores como Thiago Neves, que já deixou o elenco gremista e atualmente joga pelo Sport.

"Quem tem brilhado nos jogos do Grêmio, prioritariamente, são os garotos, é a base, base essa que o Renato colocou de lado quando pediu alguns jogadores como Thiago Neves lá atrás. Então é bom lembrar isso também, é a base do Grêmio que resolve. É o Renato que escala, sim, mas antes, Thiago Neves ou Pepê, era o Thiago Neves, o Pepê perdeu espaço no começo da temporada porque desembarcou lá o Thiago Neves, sabe-se lá por quê. Já foi embora o Thiago Neves e o Pepê brilha", diz Mauro Cezar.

"Agora o Jean Pyerre consegue de novo ter condições de jogo, aí tem o Ferreira, e outros jogadores da base que vão ajudando ali o Grêmio a se recuperar e voltar a ser competitivo como em outros momentos, acho que isso é bom frisar também, porque quando um jogador veterano é recuperado pelas mãos do Renato, isso é tratado como 'olha o Renato', quando não dá certo, quase não se fala, e nesse caso a escolha foi dele", completa.

O jornalista diz que Renato Portaluppi não costuma admitir apostas que não vingam em suas entrevistas e costuma utilizar uma narrativa mais conveniente nestes casos.

"Isso ele não vai falar na coletiva 'olha, realmente eu apostei em alguns caras aqui que não deram certo, mas os moleques são ponta firme, estou contando com eles'. Não, ele não vai falar isso, vai falar outras coisas", diz Mauro.

"É sempre bom lembrar isso também, porque o Renato é aquela coisa que eu falei, é a narrativa do Renato, é da 'Portaluppilândia', ele conta uma versão que é só dele, na vitória, na derrota, no empate, e os seguidores incondicionais acompanham. Aqueles que são gremistas, mas que param, pensam e falam, 'espera aí, isso aqui eu concordo, mas aquilo ali, espere aí, Renatão, vamos com calma'", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol