PUBLICIDADE
Topo

Videos

Robinho: "Infelizmente, existe esse movimento feminista"

Do UOL, em São Paulo

17/10/2020 17h15

O atacante Robinho, após repercussão de documentos vazados de sua sentença de condenação em primeira instância por crime sexual na Itália, criticou o movimento feminista em entrevista ao UOL. Ele teve seu contrato com o Santos suspenso na sexta-feira após pressão de patrocinadores do clube.

"Infelizmente existe esse movimento feminista, que não sei o que... Muitas mulheres que não são nem mulheres, para falar o português claro", disse o jogador, durante uma discussão sobre o estado de embriaguez da garota de origem albanesa que fez a denúncia que gerou a condenação.

Na mesma resposta, Robinho seguiu: "Eu não sou bonito. Eu sou casado com a minha esposa. Mas se saio na rua e uma mulher fala 'Oi Lindo, gostoso', tem uma conotação. Se eu mexer com você, com falta de respeito, é totalmente diferente. A conotação. Por isso que tem tomar cuidado. Nesse sentido, tem que tomar cuidado".

"Às vezes, pode ser que você beba e não saia para outro lugar porque se sentiu acuada ou com medo. Tem pessoas que não falam porque se sentem com medo. Minha mãe foi sequestrada e demorou um tempo para falar dos sequestradores. Eu sei de tudo isso. Mas também tem um lado que eu não posso falar, pela Justiça, e tem um lado que estão me acusando sem antes ter uma sentença final".

As respostas foram originadas por perguntas sobre a jovem albanesa ter sido violenta e seguido para outra boate em companhia dos homens. Robinho disse que isso era um indicativo que não havia acontecido violência sexual. A reportagem do UOL respondeu que nem sempre vítimas de crimes sexuais se sentem seguras para recusar sugestões dos agressores.

Videos