PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Juca Kfouri vê ligação de briga no futebol com intervenção do governo em MP

Do UOL, em São Paulo

29/09/2020 04h00

O Campeonato Brasileiro voltou a ter uma disputa extracampo, com liminares e a incerteza da realização de uma partida até poucos minutos antes de seu horário marcado, no duelo entre Palmeiras e Flamengo, no Allianz Parque, no último domingo. O capítulo foi mais um de uma série que tem ocorrido desde a parada do futebol, com a ida de dirigentes do Rubro-negro a Brasília para apressar a volta e a tentativa via prefeitura do Rio de Janeiro de retomar a presença de público nos jogos.

No podcast Posse de Bola #60, Juca Kfouri diz que o futebol brasileiro voltou no tempo com as disputas extracampo, cita que há torcedores ignorando a pandemia e vê ligação da aproximação do governo de Jair Bolsonaro (sem partido) com os dirigentes de clubes para a situação vivida antes do jogo entre Palmeiras e Flamengo.

"Por mais que os 'bolsominions' reclamem, não há como separar o fato de ter havido uma intervenção do governo Bolsonaro com essa Medida Provisória que acabou deslanchando tudo isso, porque em troca da volta apressada do futebol, acaba causando o que causou e o que ainda causará. Quer dizer, não é apenas o Brasil que regrediu 50 anos, o futebol brasileiro também e é natural que o futebol brasileiro seja reflexo do que acontece na política brasileira", diz Juca.

"Uma pena, uma desgraça, e poderíamos estar falando apenas de um jogo que era tão esperado como Palmeiras e Flamengo, poderíamos estar falando de um fim de semana atípico, em que o Manchester City toma de 5 e o Bayern de Munique toma de 4. Mas falamos do quê? Que uma decisão no Tribunal Superior do Trabalho foi responsável por haver um jogo de futebol no Brasil. Vá contar isso na Inglaterra, vá contar isso na Alemanha, e eles vão dizer que nós somos o país da bola plana", completa.

Em relação à volta do público, que foi adiada após reunião da CBF no último fim de semana, Juca diz que é preocupante que as pessoas estejam ignorando o coronavírus, apontando o risco quando torcedores atleticanos se aglomeram em frente ao Mineirão antes da partida contra o Grêmio na noite de sábado.

"Ainda bem que, pelo menos por enquanto, não resolveram que as torcidas vão voltar, porque o que já se sabe é que as UTIs dos hospitais estão voltando a ficar lotadas. No Rio de Janeiro isso já é perceptível, aqui em São Paulo ainda não, mas é uma questão de dias, porque decretaram que a pandemia acabou", diz Juca.

"E o futebol colabora para isso, basta ver o que aconteceu no Mineirão antes do jogo, na chegada do Galo ao Mineirão para enfrentar o Grêmio. Corrente de torcedores do Galo, luminosos e o diabo a quatro, uma festa, aglomeração como tem acontecido nos bares para ver os jogos e tudo mais", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol