PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Mauro Cezar: "Palmeiras e Corinthians deveriam ir direto para os pênaltis"

Do UOL, em São Paulo

07/08/2020 17h03

Palmeiras e Corinthians voltam a jogar amanhã, no Allianz Parque, no segundo jogo da final do Campeonato Paulista, depois de um primeiro jogo com poucas chances criadas e sem gols na Arena Corinthians. No podcast Posse de Bola #45, Mauro Cezar Pereira afirma que não espera um jogo diferente do primeiro e que seria melhor se os dois clubes fossem direto para a disputa de pênaltis.

"Acho que deveriam ir direto para os pênaltis. Nem ter jogo, assim nós seríamos preservados de um espetáculo lamentável, até porque vai ter jogo da Liga dos Campeões no horário, nós teríamos uma opção de ver um jogo, de repente, muito mais interessante, e os pênaltis. Bate pênalti, acabou, beleza", diz Mauro Cezar.

O jornalista afirma que tanto o técnico do Palmeiras, Vanderlei Luxemburgo, quanto o do Corinthians, Tiago Nunes, têm optado pela preservação do emprego e não na criação de uma forma de jogar que seja mais criativa, situação que foi comum ao futebol brasileiros nos últimos anos antes da chegada dos estrangeiros Jorge Jesus e Jorge Sampaoli.

"Qual era o interesse do Corinthians ao contratar o Tiago Nunes? Eu quero mudar minha forma de jogar, eu quero continuar sendo um time competitivo, como fui nos últimos anos, mas não dá mais para jogar calçado na defesa", diz o jornalista.

"Foi uma contratação, a meu ver, inteligente, um dos poucos acertos, talvez, pelo menos em tese, dessa diretoria horrorosa do Corinthians, que está levando o clube para o buraco na parte administrativa, nas contratações malucas, quantidade de jogadores e tudo mais. O Tiago não conseguiu, por erros dele, erros dos jogadores e é claro que ele tem uma responsabilidade nisso, e aí para sobreviver no cargo ele faz o que? Ele usa, não a receita do Carille, mas ele se inspira no passado corintiano e as declarações dele depois do jogo foram não de um conformismo, foram quase uma admissão de 'olha, nós viemos aqui para não perder mesmo'. E o Luxemburgo a mesma coisa", completa.

Palmeiras de Luxemburgo usa as mesmas ideias do Vasco de 2019

O técnico Vanderlei Luxemburgo foi contratado pelo Palmeiras para a temporada atual com o discurso de armar um time mais ofensivo do que se viu nos anos anteriores, com Luiz Felipe Scolari e Mano Menezes, mas seu ataque passou sem marcar nos quatro clássicos disputados até agora no Campeonato Paulista.

Para Mauro Cezar, o Luxemburgo que chegou ao Vasco no ano passado com o discurso de armar um time para evitar o rebaixamento, mantém a mesma ideia de jogo implantada no clube carioca agora no comando do Palmeiras, mesmo com um elenco superior.

"O trabalho mediano do Luxemburgo foi superestimado e o Palmeiras se iludiu o contratando e aí você vê que ele faz a mesma coisa, o Palmeiras joga com as mesmas ideias que o Vasco utilizava em 2019, só que o Palmeiras tem elenco e o trabalho dele é um trabalho que vem desde o começo do ano sem enfrentar as turbulências que o Tiago enfrentou", diz Mauro.

"Está ficando muito evidente que esse time do Palmeiras não dá o menor sinal de que vá chegar onde os torcedores mais otimistas esperavam no ano passado, final do ano, quando ele foi anunciado como novo técnico", conclui.

Posse de Bola: Quando e onde ouvir?

A gravação do Posse de Bola está marcada para segundas e sextas-feiras às 9h, sempre com transmissão ao vivo pela home do UOL ou nos perfis do UOL Esporte nas redes sociais (YouTube, Facebook e Twitter). A partir de meio-dia, o Posse de Bola estará disponível nos principais agregadores de podcasts.

Você pode ouvir o Posse de Bola em seu tocador favorito, quando quiser e na hora que quiser. O Posse de Bola está disponível no Spotify e na Apple Podcasts, no Google Podcasts e no Castbox . Basta buscar o nome do programa e dar play no episódio desejado. No caso do Posse de Bola, é possível ainda ouvir via página oficial do UOL e YouTube do UOL. Outros podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts.

Futebol